Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PRESÍDIOS FEDERAIS

Marcola e 21 integrantes<BR> do PCC são transferidos

Forte esquema de segurança foi montado
13/02/2019 08:53 - FOLHAPRESS


 

O governo de São Paulo transfere na manhã desta quarta-feira (13) o chefe máximo do PCC, Marco Camacho, o Marcola, para um presídio federal, conforme publicado anteriormente pelo Correio do Estado. O destino ainda não foi revelado, mas estipula-se que seja Brasília.

Além dele, estão sendo transferidos em forte esquema de segurança outros 21 membros da facção, parte também integrante da cúpula. 

Os detentos estão neste momento no aeroporto de Presidente Prudente, a 580 km da capital paulista, para essa transferência. Eles também serão transferidos para presídios de Porto Velho (RO) e Mossoró (RN).

Sete desses presos tiveram a transferência definida no ano passado por conta de envolvimento em crimes investigados na operação Echelon, entre eles ordem para ataques a agentes públicos e assassinatos de rivais.

Já Marcola está sendo transferido por conta da descoberta em 2018 de um plano de fuga que utilizaria até um exército de mercenários para o resgate dele e de parte da cúpula da facção.

Felpuda


Político experiente tem repetido que não é o momento de falar em eleições. O momento é de tensão, de incertezas políticas e econômicas – como se o País fosse uma ilha de preocupações cercada pelo coronavírus por todos os lados. Em Mato Grosso do Sul, onde já se registrou morte pela doença e o número de casos só tende a subir, não poderia ser diferente. “É suicídio político para quem ousar falar em eleição neste momento”, conclui. Só!