Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RALI

South American Rally Race

Únicos representantes do Brasil na categoria UTVs terão como desafio encarar mais de 2.500 km, por três províncias argentinas, de 7 a 14 de fevereiro
31/01/2020 09:43 - REDAÇÃO


 

Ao todo serão 7 etapas na 1ª edição do rali e a Equipe Território Motorsport começa a temporada 2020 com uma prova internacional que promete muitos desafios. Entre 7 e 14 de fevereiro, as duplas Edu Piano/Solon Mendes #204 e Rodrigo Luppi/Maykel Justo #207 irão disputar a South American Rally Race (SARR 2020), na Argentina, com largada em San Juan e chegada em Santa Maria. Serão os únicos brasileiros na categoria UTVs e terão de acelerar por um roteiro de mais de 2.500 km por três províncias. Com a ida do Rally Dakar para Arábia Saudita, a partir deste ano, os organizadores da SARR resgataram parte do roteiro, quando o maior rali do mundo passou por solo argentino, tanto que já atraiu mais de 160 inscritos entre motos, quadriciclos, UTVs e carros, de 11 países.

A equipe saiu de Tatuí, no interior de São Paulo na quinta-feira, dia 30. As vistorias técnicas terão início na próxima segunda-feira, em San Juan, localizada a aproximadamente 1.000 km da capital Buenos Aires. Na quinta-feira (6), acontecerá a Largada Promocional e na sexta (7) o South American Rally Race começa para valer! O roteiro passará pelas províncias de San Juan, La Rioja e Catamarca.

Durante o 1º South American Rally Race será possível acompanhar, em tempo real, os competidores da Território Motorsport pelo numeral – Edu Piano/Solon Mendes #204 e Rodrigo Luppi/Maykel Justo #207, acessando o link http://www.satcron.com.br/territoriomotorsport/index.php .

 

*Com informações da Assessoria de Imprensa da Equipe Território Motorsport.

Felpuda


Malfeitos que teriam sido praticados em tempos não tão remotos podem ser a pedra no caminho de pré-candidatura que está sendo costurada. As conversas ainda estão nas “ondas da rádio-peão”, mas, com a proximidade da campanha eleitoral, há quem diga que isso se tornará uma tremenda dor de cabeça para quem vai enfrentar as urnas. Pior:  o dito não seria culpado direto, mas sim a sua...  Bem, deixa rolar para ver onde vai parar.