Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

SÉTIMA GERAÇÃO

Muso híbrido da BMW

Modelo mais vendido da marca, Série 3 chega ao Brasil com a versão 330e M Sport Plug-in Hybrid
04/05/2020 04:00 - Daniel Dias/AutoMotrix


 

A Série 3, surgida em 1975 em substituição à Série 2, é a marca principal da BMW no mundo das quatro rodas. Na sua sétima geração, o sedã responde por 30% das vendas da fabricante alemã, sendo o carro de maior sucesso de sua história. Graças a isso, é impossível separar a Série 3 da BMW. Agora, apesar de o lançamento oficial não ter sido feito devido à pandemia do coronavírus, a versão 330e M Sport Plug-in Hybrid já está nas concessionárias brasileiras, com preços a partir de R$ 269.950. O sistema plug-in híbrido desenvolve potência combinada de 292 cavalos (34 cavalos a mais do que na versão 330i M Sport) e torque de 42 kgfm, garantindo uma aceleração de zero a 100 km/h em 5,9 segundos e velocidade máxima de 230 km/h, limitada eletronicamente. Isso ocorre pela associação do propulsor BMW TwinPower Turbo 2.0 de quatro cilindros com 184 cavalos de potência de 5 mil a 6.500 rotações por minuto e 31 kgfm de torque de 1.500 a 4 mil rpm com o elétrico e uma bateria de íons de lítio de alta voltagem de 12 kWh de 113 cavalos e 26 kgfm de torque instantâneo.

Um recurso totalmente novo – e incluído como padrão no novo BMW 330e – é o XtraBoost, revelando o carro em sua forma mais dinâmica. O motorista pode colocar o XtraBoost rapidamente em ação, ativando o modo “Sport” com o botão Driving Experience Control, o que confere 40 cavalos a mais em relação à potência combinada dos dois motores, mantendo o carro nessa aceleração extra por 10 segundos. De acordo com a engenharia da BMW, o resultado é o comportamento típico do “powertrain” do Série 3, compreendendo (pela primeira vez em um modelo híbrido da marca alemã) uma resposta do acelerador genuinamente esportiva e precisa e um programa de mudança específico para a transmissão Steptronic de 8 velocidades, incluindo desaceleração das frenagens. O XtraBoost de impacto instantâneo oferece uma experiência mais intensa de aceleração do que em um veículo convencional com força comparável. Se o motorista pressiona repentinamente a 20 km/h, em apenas um segundo, o novo 330e acelera com o dobro do vigor de um veículo movido exclusivamente por um motor a combustão. O XtraBoost pode ainda ser acessado com a bateria de alta tensão com carga mínima, bem como no “kickdown” e com a alavanca seletora de transmissão na posição M ou S. “Estamos aumentando o poder de escolha do cliente que já faz do Série 3 o líder de vendas entre os sedãs premium do mercado brasileiro”, explica Roberto Carvalho, diretor comercial da BMW do Brasil.

 
 

No modo de direção “Híbrido”, o novo 330e pode atingir velocidades de até 110 km/h apenas com a energia elétrica e sem emissões – um aumento de 30 km/h em relação ao seu antecessor. Os recursos padrão específicos do híbrido incluem proteção acústica para pedestres. Ao dirigir com energia elétrica, um sistema de alto-falantes externos gera um som inconfundível criado especialmente para os BMW eletrificados. Em baixas velocidades, o sistema exala presença auditiva, sem afetar o conforto acústico das pessoas a bordo.

Produzido em Munique, na Alemanha, o 330e M Sport Hybrid oferece os mais avançados sistemas assistentes de condução semiautônoma, fortalecendo aspectos como conforto, alta qualidade da experiência de dirigir e a interação entre o motorista e o veículo por meio de tecnologia acessada com praticidade e simplicidade. O modelo é capaz de seguir distância e velocidade do automóvel a sua frente, de reconhecer e permanecer nas faixas de rodagem e até refazer percursos em marcha ré de forma automática. O híbrido da Série 3 tem revestimento interno totalmente em couro, volante multifuncional, bancos dianteiros esportivos com ajuste elétrico e apoio lombar, ar-condicionado digital automático de três zonas, central multimídia ConnectedDrive com conexão 4G por meio de um cartão SIM, som Hi-Fi, abertura do porta-malas por sensor e seis airbags.

 
 

Segundo a BMW, os modelos híbridos plug-in da marca oferecem aos usuários uma série de benefícios adicionais em relação à economia de dinheiro – dirigir em áreas urbanas é mais barato do que usar gasolina ou diesel se o veículo híbrido plug-in for carregado em casa ou no local de trabalho a baixo custo –, ao interior sempre na temperatura certa, mesmo antes de entrar – o aquecimento e o ar-condicionado auxiliares são fornecidos de série – e à frenagem, porque a bateria é carregada quando o motorista utiliza os freios. Os clientes que optarem pelo modelo híbrido plug-in podem escolher a lista completa de opções disponíveis para a sétima geração do Série 3. O novo 330e é também oferecido nas configurações Advantage, Sport Line, Luxury Line e M Sport como uma alternativas às versões “básicas”. Pode ser encomendado com recursos que incluem suspensão Adaptive M com direção esportiva variável, freios M Sport e um acoplamento de reboque com uma esfera de engate eletricamente giratória, com capacidade de puxar uma carga extra de 750 quilos.

 

Felpuda


A tal estratégia de jogar informações nas redes sociais com objetivo de prejudicar adversários está começando a gerar reações. Uma dessas figurinhas vai ter de explicar, na Justiça, o por quê de postagem trazendo suspeitas pesadas contra cabeça coroada, que não gostou nadica de nada de ver o seu nome sendo usado como “bucha de canhão” para fins eleitoreiros. Vem chumbo grosso por aí! E sai debaixo!...