Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MODELOS LUXUOSOS

Ajustes estéticos e tecnológicos do Série 5

Em “live”, BMW faz a apresentação mundial da nova família
03/06/2020 15:12 - Daniel Dias/AutoMotrix


Em meio a um mundo tumultuado pela presença nefasta do coronavírus, a BMW resolveu apertar o pedal da direita e fez a apresentação mundial da nova família do Série 5 (sedãs e touring) por meio de uma “live” no site da marca. Trata-se da primeira reestilização da geração atual do Série 5, lançada em 2017. Na frente, domina a enorme grade de “duplo rim”, um item marcante nos modelos lançados pela fabricante alemã nos últimos dois anos, incluindo a linha X dos utilitários esportivos. Ainda no quesito estilo, a traseira do sedã ficou mais “clean”, com as lanternas em forma de “L” e novos escapamentos trapezoidais. No interior, mudanças mais sutis, com os comandos do volante multifuncional em nova disposição e mais opções de cores, apliques em preto brilhante e demais revestimentos da cabine. A central de multimídia tem tela de 10,25 polegadas, com uma opcional de 12,3 polegadas. A função padrão de integração com smartphone é compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

A grande variedade de inovações tecnológicas embarcadas abre caminho para a gama dos modelos mais luxuosos do portfólio da BMW. Mais de 600 mil unidades do Série 5 sedã e Touring já foram vendidas da atual geração, destacando os emplacamentos do três volumes, naturalmente. A introdução no mercado europeu do novo Série 5 se inicia no próximo mês, devendo chegar ao Brasil apenas na próxima temporada. Atualmente, são vendidas no país somente duas versões, a 530e Hybrid, a R$ 374.950, e a M5 (superesportiva), com preço de R$ 771.950. Tanto o sedã quanto a “perua” da Série 5 são produzidos na fábrica de Dingolfing, na Baviera. O novo Série 5 será produzido também em parceria com a Magna Steyr, em Graz, na Áustria. A versão com distância de entre-eixos mais longa do sedã é fabricada exclusivamente para o mercado chinês na unidade de Dadong, da joint venture BMW Brilliance Automotive, em Shenyang.

 
 

Nas versões a gasolina, o novo Série 5 parte do 520i com motor 2.0 turbo de quatro cilindros com 184 cavalos de 5 mil a 6.500 rotações por minuto e 30 kgfm de torque de 1.350 a 4.250 rpm, associado à transmissão Steptronic de 8 velocidades. Segundo a BMW, a configuração acelera de zero a 100 km/h em 7,2 segundos e pode chegar a 235 km/h de velocidade final. O 530i tem 252 cavalos de 5.200 a 6.500 giros e torque de 36 kgfm de 1.450 a 4.800 rpm, acoplado à transmissão Steptronic de 8 velocidades BMW xDrive. Acelera até 100 km/h em 6,3 segundos e chega a 250 km/h. O 540i ganha a potência de 333 cavalos de 5.500 a 6.250 rpm e torque de 46 kgfm de 1.600 a 4.800 giros, associado ao mesmo câmbio do 530i. Sua aceleração da imobilidade aos 100 km/h é feita em 4,9 segundos, com velocidade máxima de 250 km/h. O 550i, com a mesma caixa de câmbio, tem 530 cavalos de 5.500 a 6 mil rpm e 76 kgfm de torque de 1.800 a 4.600 giros, aceleração em 3,8 segundos e final de 250 km/h. Por fim, apenas para a Europa, tem as versões a diesel 520d (190 cavalos), 530d (286 cavalos) e 540d (340 cavalos), todas com motor V6, e a 550d, com um V8 de 530 cavalos. Os modelos a diesel contam com a mesma transmissão Steptronic de 8 velocidades BMWxDrive. Somam-se às respectivas versões a gasolina as configurações da Touring, com as especificações técnicas similares às do sedã.

O novo Série 5 será oferecido ainda em cinco variações híbridas, todas plug-in. Na 530e xDrive, a potência combinada é de 292 cavalos e a autonomia utilizando o motor elétrico é de 67 quilômetros. A 545e xDrive tem 286 cavalos combinados e é capaz de rodar até 57 quilômetros no modo “verde”. Todas as configurações híbridas têm o eDriveZone - desliga automaticamente o motor a combustão e envia toda a força para o elétrico fazer o carro rodar em áreas urbanas pré-determinadas.

O Série 5 honra as tradições da BMW em termos de novas tecnologias. Todas as versões dispõem de novos sistemas de assistência ao motorista e funções estendidas para a direção automatizada, como aviso de saída da faixa de rodagem, o novo Driving Assistant Professional com a ativação de navegação, a formação automática de faixas de emergência e funções de aviso de frenagem automática na cidade, a visualização em 3D da área circundante do carro com aviso de situações de tráfego e possíveis intervenções dos sistemas de assistência ao motorista no painel de instrumentos. O assistente de estacionamento é opcional com função adicional de assistente de reversão, o Drive Recorder grava até 40 segundos de imagens de pontos ao redor do veículo, o Operating System 7 abre uma série de novas aplicações e opções de conectividade em potencial, além de personalização. O Intelligent Personal Assistant tem funções estendidas, interação otimizada e cortesia de novos gráficos no Control Display. E o Maps, um novo sistema de navegação em nuvem, oferece um cálculo extremamente rápido e preciso de rotas e horários de chegada e atualizações de dados de tráfego em tempo real a intervalos curtos.

 

Felpuda


Considerados “traíras” por terem abandonado o barco diante dos indícios da chegada da borrasca à antiga liderança, alguns pré-candidatos terão de se esforçar para escapar da, digamos assim, vingança, velha conhecida da dita figurinha. Dizem por aí que há promessas nesse sentido, para que os resultados dos “vira-casacas” nas urnas sejam pífios. Sabe aquela velha máxima: “Pisa. Mas, quando eu levantar, corre!” Pois é...