Campo Grande - MS, sábado, 18 de agosto de 2018

RECONHECIMENTO

Tortura e questões ambientais são os temas do Prêmio Sesc de Literatura

Os autores disputaram o prêmio com mais de 1.700 inscritos

22 JUN 2017Por FOLHAPRESS14h:05

O advogado João Almeida Junior e o empreendedor social João Meirelles são os vencedores do Prêmio Sesc de Literatura 2017 nas categorias romance e conto. Os autores disputaram o prêmio com mais de 1.700 inscritos.

"Última Hora" é o romance premiado do potiguar João Almeida Junior que trata, em uma narrativa histórica, o jornal fundado por Samuel Wainer sob ponto de vista de um personagem fictício, Marcos, vítima de tortura no Estado Novo, ele reluta em aceitar o convite de escrever no jornal.

Atuante no campo dos direitos sociais e ambientais, o paulista João Meirelles se dedica sobre as questões da Amazônia, em especial a Belém do Pará, onde reside desde 2004. O livro que lhe rendeu o prêmio, "Poraquê e Outros Contos" retrata, em oito contos, a relação do homem e o desconhecido na Amazônia.

Na premiação, que acontece desde 2003, são escolhidos dois livros ainda não publicados. Os vencedores terão suas obras lançadas pela editora Record, com tiragem de 2 mil exemplares, e estão confirmados na programação do Centro Cultural Sesc de Paraty de Flip 2017, que acontece de 26 a 30 julho.

Leia Também