Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 18 de dezembro de 2018

EM LINHAS TORTAS

“Sociedade Literária e a Torta de Casca
de Batata” estreia na Netflix

7 AGO 2018Por KREITLON PEREIRA, VIA STREAMING16h:16

Dentre as inúmeras ilhas sob proteção da Coroa Inglesa está Guernesey. Uma região de pouco mais de 65 quilômetros quadrados, situada próxima à costa da Normandia, repleta de pastos e cenários perfeitos para um filme romântico. É nesse clima bucólico que se passa “Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata”, filme que chega à Netflix dia 10 de agosto. Apesar de ter estreado em abril desse ano, essa é a primeira exibição no Brasil.

O filme se passa no período logo após a Segunda Guerra Mundial. E, apesar de quase desprezível em termos de território, Guernesey foi vítima da ocupação nazista a partir de 1940. Tal contexto histórico serve de base para a produção, que cria a sociedade literária justamente na ilha, iniciada como uma forma de se distanciar do contexto de ocupação inimiga. O que era apenas um clube de leitura acaba por se tornar um grupo próximo. E, em meio a tanta união, surgem segredos.

Paralelamente a isso vive Juliet Ashton (Lily James), uma escritora em busca de inspiração e ávida por uma nova aventura para alavancar sua produção literária. A busca continua até ela receber uma carta de Dawsey Adams (Michiel Huisman) para convidá-la a participar da Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata. Apesar de estar noiva de Markham Reynolds (Glen Powell), um magnata americano, ela decide mergulhar de cabeça nessa empreitada e atravessa o canal para descobrir mais sobre a tal Sociedade. 

Como era de se esperar em um romance do gênero, “Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata” utiliza sem piedade diversos clichês do segmento, e não deixa dúvidas do rumo a ser tomado ao longo da narrativa. O romance entre Juliet e Dawson fica evidente desde a primeira cena deles juntos. O grande apelo do filme é justamente o elenco, que reúne diversos dos protagonistas da série “Downtown Abbey”, como Penelope Wilton, Jessica Brown Findlaye e a própria Lily James.

Além dessa fonte de atores com sotaque britânico, ainda há rostos familiares em outras produções famosas, com destaque para Michiel Huisman, um dos protagonistas das últimas temporadas de “Game of Thrones”. Por fim, o filme é previsível, melancólico e dramático. Mas quem nunca teve vontade de assistir justamente a essa combinação?
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também