CANTORA

Simaria diz que gosta de 'mostrar atributos porque depois ficam velhos e caem'

Simaria diz que gosta de 'mostrar atributos porque depois ficam velhos e caem'
09/09/2017 20:00 - FolhaPress


 

A cantora Simaria da dupla sertaneja Simone, afirmou que gosta de mostrar seus atributos e que tem que exibi-los enquanto pode. "Eu amo decote. Acho que a gente tem que mostrar enquanto estamos novas, porque depois que fica velho e cai, ninguém olha mais".

Pela primeira vez, a cantora deixou de lado a música e atuou como modelo ao fazer um ensaio fotográfico para a grife Limone Modas, criados sob medida para ela.

"Estou muito feliz, porque é a primeira vez que faço esse tipo de trabalho. Eu vejo que os fãs são muito apaixonados por mim e pela Simone. É muito prazeroso ver que as pessoas querem saber o que estou fazendo, o que estou vestindo, para dar resultado para as meninas principalmente".

​Simaria disse que só participa de trabalhos em que há uma identificação e que recusa propostas mesmo que o dinheiro seja bom. "Quando vou fazer alguma coisa eu preciso gostar do que estou fazendo, senão não faço. Pode me pagar o dinheiro que for, que eu digo não dá".

A cantora afirmou que usa o que realmente "cabe nela" e nas fãs que a adoram e a segue". Em maio deste ano, Simaria saiu em defesa da irmã depois que o apresentador Silvio Santros chamou Simone de "gordinha".

"Vocês formam uma boa dupla: a magrinha e a gordinha", afirmou Silvio, ao chamar as duas cantoras para o centro do palco durante o "Jogo das três Pistas", no "Programa Silvio Santos". "Mas ela não é gordinha. Ela é gostosa", corrigiu Simaria.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".