SPECIAL

Séria acompanha jornada de homem na busca por auto-aceitação

Séria acompanha jornada de homem na busca por auto-aceitação
11/04/2019 14:00 - KREITLON PEREIRA, VIA STREAMING


 

Baseada no best seller “I’m special: and other lies we tell ouservels”, escrito em 2015, a nova série original da Netflix se chama “Special” e estreia no dia 12 de abril na plataforma de streaming. O projeto foi criado por Ryan O’Connel, autor do livro e roteirista da comédia, e produzido por Jim Parson. Famoso por seu papel em “The Big Bang Theory” do excêntrico cientista Sheldon Cooper, o produtor se interessou muito pela história contada no livro e decidiu tocar o projeto. A primeira temporada contará com oito episódios de aproximadamente 15 minutos cada.

A história gira em torno de Ryan, um homem em torno dos vinte anos de idade que possui paralisia cerebral e é gay. Ao longo de sua jornada por independência, Ryan acaba escondendo sua deficiência de seus colegas de trabalho, fazendo-os acreditar que sua condição é consequência de um acidente de carro que se envolveu (quando foi atropelado), e não algo com o qual ele nasceu. Assim, Ryan entra em um dilema: quando antes escondia o fato de ser gay, agora esconde sua paralisia, nunca deixando transparecer o seu verdadeiro eu. Com isso, o protagonista começa a refletir sobre sua vida e até mesmo sobre a própria identidade, em um processo de auto-aceitação e valorização das suas particularidades.

“Special” é uma espécie de biografia do próprio Ryan O’Connel, que interpreta o protagonista, marcando seu debut como ator, apesar de já ser familiarizado com a indústria do show business por trabalhos passados, como em “Will & Grace”. Além de dividir o nome com o protagonista, o autor também possui paralisia cerebral, tendo tido que fazer várias cirurgias ao longo de toda sua vida. Assim, a série traz, de forma cômica, questionamentos sobre sexualidade e deficiência. Porém o faz de forma profunda e, quando necessário, séria.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".