CIÊNCIA

Ratos gigantes são treinados para encontrar explosivos no Camboja

Ratos gigantes são treinados para encontrar explosivos no Camboja
07/09/2015 13:47 - G1


Incansáveis, eficientes, rápidos e decididos, 15 ratos gigantes africanos começam com a primeira luz do dia seu treinamento para detectar explosivos na província de Siem Reap, no Camboja, que está repleta de mina terrestres.

Beatrice, a ratazana favorita da adestradora Sophea Mau, avança em meio à vegetação que cresce abundantemente na época das monções até que detecta a dinamite escondida debaixo da terra, para subitamente e marca sua descoberta cavando no local exato.

"Ela é minha favorita porque é muito sensível e ativa", disse, orgulhosa, a treinadora.

A ONG belga Apopo enviou em junho, da Tanzânia, onde são utilizados para detectar tuberculose, 15 exemplares deste rato natural de Gâmbia, que já foi usado pela organização em outros países assolados por conflitos armados como Moçambique e Angola.

Oito machos e sete fêmeas percorrem metro a metro terrenos repletos de materiais explosivos e chamarizes enquanto são guiados por dois treinadores, que premiam cada vida salva com um pedaço de banana.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".