Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

HIT

Raça Negra terá sucesso 'Didididiê' gravado em inglês e espanhol

23 JUN 2017Por G122h:00

Sensação dos anos 90 - e nos churrascos de família aos domingos -, o samba romântico do Raça Negra sobrevive nos palcos, conquista pessoas de todas as idades e a internet. O sucesso atual é tanto que a música "Cheia de Manias" será regravada e "exportada" em dois idiomas.

A revelação é do vocalista do grupo, Luiz Carlos, que se apresentou durante a Festa Junina de Votorantim (SP).

“É a força da molecada, que ‘viralizou’ [a música]. A gente vai gravar essa música por causa da internet. Uma versão em inglês e uma em espanhol."

O integrante e responsável por criar a composição com o refrão “Didididiê” conta que a canção é usada pelo grupo para abrir e fechar apresentações durante os 34 anos de carreira. Segundo Luiz Carlos, recentemente um empresário de artistas internacionais se interessou e apostar no hit fora das fronteiras brasileiras.

“O empresário do Ricky Martin e da Shakira quer que a gente grave. Acredito que a internet tenha ajudado para viralizar até hoje e recebermos o convite. É muito legal. O digital hoje é uma das coisas mais importantes. A comunicação é muita rápida e você diz algo aqui e isso vai para o mundo todo.”

O G1 aproveitou a oportunidade e pediu para o compositor do hit decifrar o significado do refrão “Didididiê”, que será cantado em três línguas diferentes.

"Oh, vou contar pra vocês: Nem eu sei. Essa música é minha. E foi feita em 78", brinca o cantor.

'34 anos tranquilos'

A banda tem na carreira sucessos conhecidos até por quem não tem afinidade com o samba, de acordo com Luiz Carlos. Dos ritmos que embalam as apresentações por todo o Brasil, “É tarde demais” e “Quando te encontrei” também são cantadas pelo público até hoje.

Com a popularidade entre os mais velhos, o Raça Negra conquistou a internet e, consequentemente, novos fãs com o estilo simples e vocabulário fácil. Apesar do embalo musical, o vocalista afirma que o número de apresentações atinge o esperado todos os meses, o que seria o resultado de um trabalho para se manter no cenário musical.

“O Raça Negra tem uma meta de shows todo mês e isso sempre foi natural. Mudou-se muito a maneira de se trabalhar, porque hoje a molecada está ligada, então, você tem que se modernizar e entender um pouco o que eles falam na internet. O Raça Negra não enfrentou crise. Em time que está ganhando não se mexe. Estamos 34 anos tranquilos.”

A repercussão dos sucessos da banda na web se deu por conta dos memes – montagens bem humoradas com trechos das músicas -, mas apenas algumas imagens chegam ao grupo, que se diverte com as brincadeiras dos internautas.

“Não acompanho a internet, mas vejo algumas montagens, quando são engraçadas e o pessoal manda para mim e fala: ‘Dá uma olhada nisso aí’. Acho legal tudo isso porque é a nossa praia, a galera brincando com o samba romântico”, finaliza Luiz Carlos.

Gigantes do Samba - Cheia de Manias

Leia Também