MÚSICA

‘Que Deus abençoe o trabalho dela’, deseja Ximbinha a Joelma

Repertório inclui músicas novas e sucessos nacionais no ritmo do calypso
02/01/2016 17:34 - g1


 

A banda XCalypso fará seu primeiro show neste domingo (3), em comemoração ao aniversário de72 anos do município de Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém. Em entrevista ao G1, o guitarrista Ximbinha disse que está ansioso para a estreia com a vocalista Thabata Mendes: “O show vai ser um espetáculo”, adianta o músico, que deseja para a ex-mulher Joelma sucesso em 2016.

“Quero só que ela seja, muito, mas muito feliz, que Deus abençoe o trabalho dela, que ela seja abençoada em tudo que ela venha a fazer. É o que eu desejo pra ela. Mas, se eu for falar e me preocupar com o trabalho dela, eu vou esquecer do meu . Hoje estou focado só no meu”, afirmou Ximbinha, que mudou a grafia do nome para a nova fase da sua carreira.

Para o show deste domingo Ximbinha conta que, apesar do pouco tempo, está tudo pronto. O público verá músicas inéditas e sucessos nacionais. “Vamos ter música nossa, vamos fazer músicas de amigos como Jota Quest, Roupa Nova, Eduardo Costa e vários amigos, no ritmo calypso. O show vai ser muito animado para o povo se divertir”, diz o guitarrista.

Em 2016 a banda XCalypso lança seu primeiro álbum, que traz 12 músicas novas, entre elas o sucesso “Saudade” e duas regravações da antiga banda Calypso “Cumbia do amor” e “vibrações”. “Já está na fábrica, será lançado pela nossa gravadora. Em parceria vamos trabalhar com redes sociais e internet”, conta.

“Espero que dê tudo certo no nosso trabalho, estou me esforçando bastante, trabalhando bastante, com muito amor, é uma nova fase da nossa vida, da minha vida, principalmente, e espero que de tudo certo. Vou me esforçar muito para que dê tudo certo”, afirma ainda Ximbinha.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".