Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

Polêmico

Oscar Filho sobre demissão: "Dormi com mulher comprometida"

Humorista relembra sua polêmica saída do CQC

8 AGO 2015Por O FUXICO16h:00

Fora do CQC desde novembro, Oscar Filho não parou mais. Fazendo cinema, televisão e teatro, o humorista abriu o jogo e relembrou sua saída polêmica e tão comentada do programa. Sem papas na língua e dono de uma pesonalidade forte, em entrevista ao OFuxico, o comediante não poupou opiniões e respondeu sobre tudo aquilo que todo mundo queria saber.

OF- Como foi sua saída do CQC ? Qual experiência você guarda de lá?

Oscar Filho -Soube pela internet. Não acho que precisava ser assim. É muito impessoal. Se pararmos pra analisar, aconteceu o seguinte: ou estavam na dúvida se eu continuava servindo para o programa ou já tinham essa certeza. Isso acabou "vazando" pra imprensa de alguma forma. Aí fui questionar. Todos disseram que ninguém sabia de nada. Aí me senti inseguro, sem saber o meu futuro num lugar onde trabalhei durante sete anos. Esperava mais consideração. Entendo que nada é eterno e que as coisas, fatalmente, acabam ou, o seu papel dentro de uma história termine. Mas acredito que existam maneiras menos covardes de se fazer isso. Mas, como a corda sempre arrebenta paro lado do mais fraco, essa é a vida, me resta aceitar. A experiência que eu guardo de lá é a melhor possível! Desenvolvi uma auto estima muito interessante nesse tempo todo. Dá a impressão que eu posso fazer qualquer coisa hoje em dia. Não por capacidade, mas me desafiaria a isso. Passei por todos os patamares do programa. Meu ciclo lá se fechou. Mas, pensando agora, eu devo ter feito algo muito errado para me mandarem embora desse jeito... Não sei... Acho que pode ser o fato de eu ter dormido com uma mulher comprometida e alguém não ter gostado... Só suspeito.

OF- Qual o segredo para administrar tantos projetos ao mesmo tempo?

Oscar Filho - Levando em consideração que a gente mora num país em que, não raro, uma empregada doméstica, ou um pedreiro, sai de casa às 5 da manhã, pega 2 ou 3 conduções, pra chegar ao trabalho, lidar com milhares de afazeres domésticos, sejam eles de manutenção da limpeza ou da estrutura de uma obra, voltar pra casa em horário de pico, ter que dar atenção aos filhos, dormir cedo pra começar todo esse ciclo outra vez no dia seguinte. Tudo recebendo um ou dois salários mínimos.. Me sinto meio café com leite.

OF- Fazendo televisão, teatro e cinema, qual das áreas é sua grande paixão?

Oscar Filho - Pô, são formas de expressão completamente diferentes. É meio difícil ter que escolher a melhor. Mas, como no teatro eu sou mais dono das coisas que eu faço, acho que, se tivesse que preferir algum, preferiria os palcos.

OF- O que você quer para o seu futuro? Pretende envelhecer na televisão?

Oscar Filho - Nada do que eu planejei deu certo na minha vida. Pelo menos por enquanto. As coisas foram acontecendo e eu, presente nas situações e oportunidades, fui me adequando a essas realidades. Nunca quis ser repórter. Tentei fazer da melhor maneira possível. Tô meio que assim, expectador da minha própria vida pra ver onde eu posso ir parar. A única coisa que estou preocupado no momento é fazer as coisas, qualquer que sejam elas, pessoais ou profissionais, da melhor forma possível. Mas hoje mesmo já esqueci de dar bom dia pra minha namorada, então não sei se estou começando isso bem.

Além de integrar o elenco de Carrossel - O Filme, em cartaz nos cinemas do país, Oscar Filho estreia no dia 17 de agosto um sitcom no canal Multishow, Aí Eu Vi Vantagem, com Samantha Schmütz, Stepan Nercessian e Fafy Siqueira no elenco. No teatro Gazeta, em SP, apresenta o seu show solo de stand-up, Putz Grill, há oito anos em cartaz. E no dia 22 de agosto, dia de seu aniversário, comemora seus 37 anos estreando a peça Caros Ouvintes, de Otávio Martins, no teatro Raul Cortez, também em SP. A peça, que recebeu 3 prêmios Shell, conta com Nany People, Nathália Rodrigues e Camila Camargo no elenco.

Leia Também