Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Rock in Rio

MP encontra alojamento irregular de trabalhadores

15 trabalhadores dormiam sobre papelões, em meio a materiais de limpeza e restos de comida

25 SET 15 - 17h:00FOLHAPRESS

O MPT (Ministério Público do Trabalho) e o MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) encontraram, na manhã desta sexta-feira (25), trabalhadores terceirizados do Rock in Rio alojados em más condições na sede administrativa do evento.

Procuradores do MPT e auditores fiscais do MTE constataram que cerca de 15 trabalhadores dormiam sobre papelões, utilizando roupa de cama particular, e em meio a materiais de limpeza e restos de comida.

Segundo os órgãos, os trabalhadores dormiam num depósito que foi cedido pelo Rock in Rio à empresa de limpeza Garrana para armazenas utensílios.

Os trabalhadores estão sendo ouvidos pelos fiscais. Segundo o MPT, há indícios de outras irregularidades, como jornada de trabalho acima do tempo estabelecido em contrato e em turnos sucessivos.

OUTROS PROBLEMAS

O MPT constatou, também, na última semana, que a cooperativa Socitex, contratada para fazer a coleta seletiva de resíduos, estava usando mão de obra avulsa.

Segundo o órgão, ao invés de chamar seus associados, a cooperativa contratou trabalhadores de forma irregular para usar uma mão de obra mais barata.

Além disso, o trabalho era feito sem a devida segurança -não havia luvas para a manipulação dos resíduos- e os trabalhadores dobravam turnos sem intervalo para descanso.

Em sua ações, o MPT verificou, ainda, que funcionários de limpeza terceirizados, da empresa Sunset, estavam sem registro em carteira de trabalho e não recebiam vale-transporte.

Constataram também que não havia vestiário para eles, o que os obrigava a vestirem o uniforme no estacionamento do festival.

Todas as empresas envolvidas, incluindo a Rock World, organizadora do Rock in Rio, serão notificadas pelos órgãos e podem ser autuadas pelas condições de trabalho verificadas, além de alvo de inquérito e ação civil pública.

OUTRO LADO

Em nota, a organização do festival declarou que não tinha conhecimento do fato e que vai tomar as medidas cabíveis para que isso não se repita. "A orientação do festival é que todas as empresas sigam as regras do Ministério do Trabalho."

A Rock World se comprometeu a contratar diretamente os trabalhadores que fazem coleta seletiva pelo restante do evento, que termina no domingo (27).

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Confira o seu astral para esta quinta-feira
OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta quinta-feira

Confira o seu astral para esta quarta-feira
OSCAR QUIROGA

Confira o seu astral para esta quarta-feira

Cena literária
CRÔNICA

Cena literária

No ar em 'Éramos Seis', Bárbara Reis emenda sequência de trabalhos de época
TELEVISÃO

No ar em 'Éramos Seis', Bárbara Reis emenda sequência de trabalhos de época

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião