FANTÁSTICO MUNDO MARINHO

Exposição internacional de animais marinhos chega à Campo Grande

Robôs reproduzem os animais e exposição fica aberta de 26 de abril a 26 de junho
23/05/2019 19:43 - DA REDAÇÃO


 

Exposição internacional "Fantástico Mundo Marinho", composta de robôs que reproduzem de forma fiel uma gama de animais que habitam os mares e oceanos, chega à Campo Grande no domingo (26) e permanece aberta para visitação do público até o dia 26 de junho, no Shopping Bosque dos Ipês. 

O projeto foi desenvolvido por biólogos marinhos para que as características de cada espécie fossem respeitadas, e engenheiros e artistas plásticos chineses ficaram responsáveis por executar os projetos das representações de cada animal. Compõem os acervos vários modelos, como a baleias, o peixe palhaço, tubarões e o polvo gigante.

Na exposição, muitas espécies são apresentadas em tamanhos reais, como por exemplo o tubarão baleia com 10 metros. Outros animais, que na natureza são bem pequenos, como peixes ornamentais, são retratados com dois a três metros de comprimento.

Além da beleza, as esculturas são também robotizadas, fazendo sons e movimentos diversos. Tudo isso é cercado por uma cenografia que reproduz o ambiente marinho, com objetivo de atrair o público para um mergulho ao universo do fundo do mar.

Serviço:

Exposição Fantástico Mundo Marinho
Data: 26 de maio a 26 de junho
Horário: 10h às 22h
Local: Praça Central e corredores do 1º piso
Aberta ao público

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".