Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 18 de janeiro de 2019

Título

Deixa Falar é campeã do Carnaval
de Campo Grande pela primeira vez

Em 7 anos de história, escola derrotou tradicionais Vila Carvalho e Igrejinha

18 FEV 2018Por LEANDRO ABREU20h:30

Pela primeira vez em seus sete anos de existência, a escola de samba Deixa Falar é campeã do grupo especial do Carnaval de Campo Grande. Com o enredo “Cio da Liberdade – Sob as lentes de Roberto Higa, 40 anos de Mato Grosso do Sul”, a agremiação atingiu os 269,3 pontos na apuração dos jurados, deixando as tradicionais Vila Carvalho e Igrejinha para trás.

Para o presidente da Deixa Falar, Salvador Dodero, o resultado serve para que respeitem a escola a partir de agora, a colocando entre as principais da Capital. “Dá mais gás para o ano que vem e agora têm que nos respeitar”, afirmou após a divulgação oficial do resultado na noite de hoje (18), na arena do Horto Florestal.

Com 0,7 ponto atrás, a Vila Carvalho ficou em segundo no Carnaval desse ano. A diferença para a campeã foi exatamente a pontuação perdida pela escola em uma punição. A Vila Carvalho perdeu 0,7 ponto por não ter o mínimo de integrantes em algumas alas. Cada integrante a menos acarretava em 0,1 a menos para a agremiação. A punição gerou confusão ao final da apuração.

“Eles alegaram que na concentração as alas estavam completas, mas nosso fiscal não constatou isso e não posso fazer nada. Se eles quiserem contestar o resultado depois, tem o direito”, explicou o presidente da Liga das Entidades Carnavalescas de Campo Grande (Lienca), Eduardo Souza Neto.

Os integrantes da Vila Carvalho não queriam que o resultado fosse divulgado e só depois da contestação sobre a punição da escola que fosse feito o anúncio oficial do campeão do Carnaval 2018. A Lienca não concordou e confirmou a Deixa Falar como campeã.

Alguns integrantes da Verde e Rosa se exaltaram e xingaram os mesários da Lienca após a apuração. Seguranças particulares e a Guarda Municipal cercaram a arena para manter a segurança do local.

Para fechar o resultado final, com 265,8 pontos, a Catedráticos do Samba ficou em terceiro; com 264,3 pontos, a Igrejinha em 4º; e na 5ª colocação, com 244,7 pontos, ficou a Unidos do São Francisco.

Ainda não há confirmação do rebaixamento para o grupo de acesso da Unidos do São Francisco. Segundo a Lienca, é preciso analisar o regulamento para confirmar decesso da escola.

Além da premiação principal, as escolas receberam troféus por cada quesito avaliado pelos jurados. A Vila Carvalho foi a maior vitoriosa, vencendo nos quesitos melhor ala das baianas, melhor comissão de frente, melhor bateria e melhor enredo. A campeão Deixa Falar venceu no quesito melhor casal de mestre-sala e porta-bandeira e dividiu o prêmio de melhor enredo com a Vila Carvalho.

GRUPO DE ACESSO
Com três escolas concorrendo uma vaga no grupo especial, a Unidos do Cruzeiro foi a campeã com 260,7 pontos e garantiu seu lugar na elite do Carnaval 2019.

"Feliz em voltar para o lugar que nunca devíamos ter saído. Foi a união da nossa comunidade que nos trouxe até aqui, para conquista. Ano que vem vamos com tudo mais uma vez", afirmou Mariele Guedes, vice-presidente da Cruzeiro.

 
  • Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Paulo Ribas/Correio do Estado
  • Paulo Ribas/Correio do Estado
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também