Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, terça, 20 de novembro de 2018

MÚSICA

Com clássico 'Heroes', kit reúne discos da 'trilogia de Berlim' de David Bowie

23 JUL 2017Por Folhapress07h:00

Em dias de frio, uma boa caixa de músicas preenche uma tarde em casa. Principalmente no caso de uma ótima caixa como a recém-lançada "A New Career in a New Town (1977-1982)", o terceiro da série de boxes retrospectivos que vão englobar a carreira de David Bowie (1947-2016).

A caixa sucede "Five Years (1969-1973)" e "Who Can I Be Now? (1974-1976)". Reúne todos os álbuns lançados por Bowie entre 1977 e 1980, além de muito material alternativo e livro de 84 páginas. Com versões em 13 LPs ou 11 CDs, pode ser importada por preços que variam de R$ 600 a R$ 900.

No final de 1976, depois de alguns meses na Suíça que foram essenciais para aplacar um pouco seu vício em cocaína, Bowie alugou um apartamento em Berlim. Iggy Pop e Brian Eno eram presenças constantes. Bowie e Iggy excursionavam juntos pela Europa na época, e o apartamento era seu quartel-general entre os shows.
Influenciado por uma cena local que oscilava entre som eletrônico e pré-punk, Bowie começou a frequentar os estúdios da cidade, que percorria de bicicleta. Dessas aventuras veio "Low" (1977), o primeiro de seus álbuns classificados como "trilogia de Berlim".

Com inspiração em bandas alemãs como Kraftwerk, Neu! e Can, Bowie e Eno misturam rock, jazz, eletrônico, música ambiente, minimalismo e psicodelia. Em seu disco mais hermético até então, Bowie trocou as letras que narravam pequenas histórias e criavam personagens por uma poesia mais intrincada, de versos quebrados e quase desconexos.

Para muitos, a trilogia de Berlim é a fase mais fascinante de Bowie, e a nova caixa também traz os outros dois álbuns, "Heroes" (1977) e "Lodger" (1979). O sucesso popular da canção "Heroes" disfarça a trama sonora nada pop do álbum. O single também faz parte do box. Já "Lodger" aparece em dois discos: o original e uma versão remasterizada no início deste ano pelo coprodutor Tony Visconti.

Completam a caixa o álbum duplo "Stage", gravado em 1978 na turnê americana, e "Scary Monsters" (1980), o excelente disco que sinalizou a virada para uma fase mais pop que explodiria no trabalho seguinte, "Let's Dance" (1983). Mas este ficou para o próximo box.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também