CULTURA

Campo Grande recebe espetáculo De Pai para Filhos neste fim de semana

A peça foi adaptada por professores da UEMS
18/05/2018 08:00 - Redação


 

Neste fim de semana, Campo Grande recebe o espetáculo De Pai para Filhos, no Museu de Arte Contemporânea de MS (MARCO). O texto de Júlio de Queiroz, de Florianópolis (SC), foi adaptado pelos professores Volmir Pereira Cardoso (Letras) e Fernandes Ferreira (Artes Cênicas), através do projeto de extensão Núcleo de Pesquisa e Atividades Culturais (NUPAC/UEMS) da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Fernandes atua como o pai de dois filhos de uma típica família judaica de trabalhadores rurais. A trama mostra um ambiente de respeito às tradições religiosas, predominantemente masculino, cercado por muito trabalho, que não abre espaço para manifestações de sentimento e emoções. “A peça trata da incomunicabilidade humana, a dificuldade de entendimento em torno das relações familiares”, conta o professor Fernandes Ferreira.

O Espetáculo De Pai para Filhos marca a volta de Fernandes aos palcos, que desde 2014 vem apenas produzindo e dirigindo. Professor da UEMS há 20 anos, Fernandes já produziu e dirigiu diversos espetáculos como O Pequeno Príncipe, Grease, Aida, entre outros. “Eu precisava disso, dessa adrenalina, desse desafio e energia ao mesmo tempo. E esse texto me favorece, assim como a personagem: um pai de meia idade”, explica Fernandes.

O professor Volmir Cardoso foi aluno de Fernandes, na UEMS em Nova Andradina. Essa parceria rendeu mais uma vez, um trabalho em conjunto com a adaptação dramática desse texto de Júlio de Queiroz.

O elenco ainda conta com Samir Henrique, que é acadêmico do curso de Artes Cênicas da UEMS/CG e Carlo Fabrizio, ator que atuou no Espetáculo O Pequeno Príncipe. A iluminação é de Expedito Di Montebranco. “Como é um elenco menor, de atores já com experiência, pude em muitos momentos compartilhar com eles a direção do espetáculo, iluminação e produção”, completa Fernandes.

Serviço:

De Pai para Filhos

Dias:  18, 19, 20 e 25, 26, 27 de maio

Hora: 20hs

Local: Museu de Arte Contemporânea de MS (MARCO)

Ingressos: Livraria Leitura e Croasonho

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".