Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 18 de outubro de 2018

Carnaval 2018

Beija-Flor ganha o título do Carnaval
do Rio de Janeiro com desfile politizado

14 FEV 2018Por Folhapress16h:20

No Carnaval dos protestos, a Beija-Flor veio para chocar com um desfile de tom político e conquistou o título deste ano do Grupo Especial do Carnaval do Rio nesta quarta-feira (14). Tuiutí e Salgueiro ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente. 

Nas palavras do pesquisador de Carnaval Fabio Fabato, a escola colocou na avenida um desfile na linha "contra tudo o que está aí". Havia fantasias criticando impostos altos, uma alegoria representando a Petrobras, ratos em referência a políticos e encenações da rotina de violência no Rio, com representações de crianças em caixões e mães chorando por seus filhos policiais mortos.

Neguinho da Beija-Flor, lendário puxador de samba da escola, comemorou a conquista dizendo que o título se justifica pela "crítica ao que está acontecendo no país, poucos com muito e muitos com pouco", disse.
 
A agremiação de Nilópolis fez sucesso com o público, que seguiu cantando o samba após o fim do desfile e chegou a receber até aplausos de um grupo de jurados, com um enredo que teceu críticas à corrupção no Brasil.

Com o título, a Beija-Flor repete feito de 2003, quando fez um Carnaval em homenagem ao então presidente Lula, que acabara de assumir. Foi o último desfile de tom político no Rio de Janeiro. A passagem da escola pela Marquês de Sapucaí foi um desfile-manifesto. Um dos carros, que teve como tema o "caos social" no Brasil, apresentou a estátua de um pedinte bêbado e presidiários com telefones celulares.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também