Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Mato Grosso do Sul

Mais de mil cabeças de gado morrem
em fazenda e suspeita é de botulismo

Pecuarista teve prejuízo de mais de R$ 2 milhões com as mortes

8 AGO 17 - 08h:30BRUNA AQUINO

Entre os dias 3 e 5 de agosto, 1.100 cabeças de gado morreram confinadas na Fazenda Marca 7, localizada no município de Ribas do Rio Pardo. Proprietário do rebanho teve prejuízo de mais de R$ 2 milhões.

Segundo informações do Rural News, a Agência Estadual de Defesa Sanitária e Animal (Iagro), suspeita da doença de botulismo, mas resultado laboratorial realizado nos animais só será divulgado na semana que vem.

Amostras da ração dos animais, que é produzida na própria fazenda, foram encaminhadas para análise no laboratório estadual. Os animais serão enterrados na própria fazenda, onde estavam confinados.

A DOENÇA

O botulismo ataca o sistema nervoso do animal provocando paralisia motora e o período de incubação é de sete a oito dias.

A gravidade da doença está diretamente ligada à quantidade de toxinas que o animal ingere e pode ser dividida em quatro graus como, Super aguda, Aguda, Subaguda e Crônica.

Os principais sintomas são anorexia, falta de coordenação e ataxia - perda do controle muscular durante movimentos voluntários.

No ser humano, a doença também ataca o sistema nervoso, podendo levar a morte conforme a quantidade de toxina expelida pela bactéria.

*Editada às 17h36 para acréscimo de informações.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Exportações nacionais crescem 60% em relação a safra passada
ALGODÃO EM ALTA

Exportações nacionais crescem 60% em relação a safra passada

Comercialização de carne bovina cresce 60% em MS
1º SEMESTRE

Comercialização de carne bovina cresce 60% em MS

Rally da Pecuária avalia produtividade no Estado
RALLY DA PECUÁRIA

Rally da Pecuária avalia produtividade no Estado

Pesquisador Armindo Kichel morre após infarto em Sinop (MT)
LUTO EMBRAPA

Pesquisador Armindo Kichel morre após infarto em Sinop (MT)

Mais Lidas