Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

REGISTRO PROFISSIONAL

Recadastramento de pescadores começa em agosto

Anúncio aconteceu no dia 19 de julho

23 JUL 19 - 16h:19ALINE OLIVEIRA

Dentro de 30 dias, a Secretaria de Aquicultura e Pesca, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), começará o processo de recadastramento dos pescadores.

Foi criado um novo Registro Geral de Pesca (RGP) e os profissionais devem ficar atentos, pois será necessário apresentação de documentos pessoais.

 “Ainda será editada uma instrução normativa com todas as regras a serem atendidas para ingresso no novo sistema, que permitirá o cruzamento de dados com tecnologia usada por bancos digitais”, acrescentou Seif Junior.

O modelo anterior foi reformulado, pois segundo recomendações da Controladoria Geral da União (CGU) apresentava várias irregularidades. O novo modelo permitirá recadastrar os pescadores e permitirá a inclusão dos profissionais que pescam com protocolo desde 2015, ano em que o sistema foi suspenso.

O prazo para lançamento da ferramenta foi ampliado para atender aperfeiçoamentos que deverão evitar eventuais fraudes. O cadastro é necessário para que o pescador tenha acesso à carteira de pesca e a benefícios como o seguro defeso.

RASTREAMENTO

O descadastramento de pessoas que não tinham o direito de receber o seguro defeso já resultou, de acordo com dados da secretaria, em economia de R$ 6 milhões por ano. 

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), em articulação com o Mapa disponibilizou a liberação de linha direta para o descadastramento dos beneficiários do seguro-defeso.

 O cancelamento do benefício pelo telefone 135 facilitou o desligamento voluntário por pescadores sem direito ao seguro, o que evitou a aplicação, nesses casos, de possíveis penalidades.

*Com informações Ascom Mapa

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Colheita de maçã emprega 5 mil indígenas do Estado
GUARANI-KAIOWÁS

Colheita de maçã emprega 5 mil indígenas do Estado

Inscrições para curso técnico em agronegócio seguem até dia 22
FORMAÇÃO

Inscrições para curso técnico em agronegócio seguem até dia 22

Agronegócio brasileiro exportou US$ 96,8 bilhões em 2019
RURAL

Agronegócio brasileiro exportou US$ 96,8 bilhões em 2019

Protagonista de crise, Irã importou US$ 140 milhões em carne e grãos de MS
AGRONEGÓCIOS

Protagonista de crise, Irã importou US$ 140 milhões em carne e grãos de MS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião