Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

SAFRA 2018/2019

Supersafra de milho terá mais de 10 milhões de toneladas

Clima no estado favoreceu bom desenvolvimento dos grãos

28 JUN 19 - 15h:13ALINE OLIVEIRA

Os agricultores de Mato Grosso do Sul terão uma supersafra de milho no ciclo 2018/2019, com revisão do volume produzido de 9,5 milhões para 10,12 milhões de toneladas.

O clima  favoreceu o desenvolvimento das espigas e outro recorde será observado na produtividade, 88 sacas por hectare, contra 78 registrada no ciclo anterior.

A informação foi confirmada na quinta-feira (27), com o presidente da Associação de Produtores de Soja (Aprosoja/MS), Juliano Schmaedecke, que revelou ainda, a atualização da colheita no Estado.

"Estamos com mais de 7% do milho colhido e os resultados estão acima de nossas expectativas. Por exemplo, em algumas regiões, a produtividade chegou a 110 sacas por hectare. Mesmo considerando a  redução deste número em outras lavouras, o crescimento será de 13% em relação a safra passada", observa. 

Com relação a área plantada, o comparativo de safras também registrou crescimento, visto que no ciclo passado foram utilizados 1,814 milhão de hectares e na edição 2018/2019, a área chegou a 1,918 milhão de hectares.

Em percentuais, o aumento foi de 5,73 %, levando em conta que refere-se a propriedades que implantam sistema produtivo de Integração Lavoura Pecuária (ILP).

AVANÇO DA COLHEITA

Schmaedecke explica que o resultado produtivo, aliado ao bom momento do mercado internacional propicia que o agricultor efetive as vendas antecipadas.

"Com cautela e acompanhando a evolução de preços do mercado, o produtor pode conseguir bons resultados no comércio. Porém, como nosso resultado depende do clima, aguardamos que não aconteça nenhuma ocorrência de geada, pois, seria negativa para o estágio de desenvolvimento do milho", acrescenta. 

Outra informação disponibilizada pela Aprosoja/MS foi o desempenho de diferentes regiões, por exemplo, o norte está mais avançado com 11,1% da colheita efetivada. No Sul o percentual chega a5,2% e o Centro com 4,6% em média. 

A informação atualizada do Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga MS), é de que 109.326 hectares foram colhidos, representando média de 7% da área total plantada. 

DECRETO EXPORTAÇÕES

O governo de Mato Grosso do Sul publicou na edição desta sexta-feira (28), o decreto nº 15.248, no qual os produtores terão facilidades para exportar os estoques de milho. Com prazo de vigência até 30 de junho de 2020, o incentivo contribuirá ainda, na venda da superprodução em fase de colheita. 

Segundo o secretário de de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, nos cinco primeiros meses de 2019 foram exportados 341,8 mil toneladas de milho em grão, total 50,9% maior do que no ano passado. 

“Hoje, 67% da nossa produção é absorvida pelo mercado interno, basicamente na nossa indústria de proteína animal, seja de suínos e aves. Com essa estimativa de safra recorde já temos uma sinalização de que haverá necessidade de exportação. Com a situação atípica no Estados Unidos, o preço médio no mercado internacional anima os produtores, por isso o governador Reinaldo Azambuja, atento às necessidades do setor e às condições favoráveis no mercado externo, flexibilizou a paridade da exportação de milho”, conclui.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Exportações nacionais crescem 60% em relação a safra passada
ALGODÃO EM ALTA

Exportações nacionais crescem 60% em relação a safra passada

Comercialização de carne bovina cresce 60% em MS
1º SEMESTRE

Comercialização de carne bovina cresce 60% em MS

Pecuaristas de MS produzem três vezes mais do que média nacional
RALLY DA PECUÁRIA

Pecuaristas de MS produzem mais do que média nacional

Pesquisador Armindo Kichel morre após infarto em Sinop (MT)
LUTO EMBRAPA

Pesquisador Armindo Kichel morre após infarto em Sinop (MT)

Mais Lidas