Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

BRASIL

MP de Bolsonaro mantém demarcação de terras indígenas na Agricultura

19 JUN 19 - 13h:04ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente da República, Jair Bolsonaro, editou uma nova medida provisória que deixa a demarcação de terras indígenas sob a gestão do Ministério da Agricultura. A MP foi publicada nesta quarta-feira, 19, no Diário Oficial da União (DOU), depois que Bolsonaro sancionou a conversão da MP dos Ministérios, com vetos

A lei sancionada já estabelece que reforma agrária, regularização fundiária de áreas rurais, Amazônia Legal, terras indígenas e terras quilombolas são áreas de competência do Ministério da Agricultura. Mas a questão da demarcação só está formalizada na MP publicada nesta quarta-feira. 

O texto da MP diz que a competência da pasta da Agricultura compreende a identificação, o reconhecimento, a delimitação, a demarcação e a titulação das terras ocupadas pelos remanescentes das comunidades dos quilombos "e das terras tradicionalmente ocupadas por indígenas" - o trecho relativo às áreas indígenas não constava da redação sancionada. 

No seu primeiro dia de governo, Bolsonaro editou uma MP para mudar a estrutura dos ministérios e aproveitou para tirar a demarcação de terras indígenas da Fundação Nacional do Índio (Funai) e levar para a Agricultura, mas o Congresso havia derrubado essa mudança, deixando a tarefa com a Funai. 

Além disso, a MP publicada nesta quarta trata de novas mudanças na estrutura e funcionamento de áreas do governo. O texto também recompõe alguns pontos vetados por Bolsonaro na sanção da primeira MP. 

Dentre outros pontos, o texto desta quarta-feira confirma o Conselho de Controle de Atividades Financeiras na Economia (Coaf) no Ministério da Economia e transfere o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Secretaria de Governo para a Casa Civil.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Exportações nacionais crescem 60% em relação a safra passada
ALGODÃO EM ALTA

Exportações nacionais crescem 60% em relação a safra passada

Comercialização de carne bovina cresce 60% em MS
1º SEMESTRE

Comercialização de carne bovina cresce 60% em MS

Pecuaristas de MS produzem cinco vezes mais do que média nacional
RALLY DA PECUÁRIA

Rally da Pecuária avalia produtividade no Estado

Pesquisador Armindo Kichel morre após infarto em Sinop (MT)
LUTO EMBRAPA

Pesquisador Armindo Kichel morre após infarto em Sinop (MT)

Mais Lidas