Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

EM AGOSTO

Frutas e vegetais serão fiscalizadas para controlar resíduos de agrotóxicos

Procedimento é coordenado pela Anvisa

23 JUL 19 - 17h:03ALINE OLIVEIRA

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), por intermédio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) iniciará no dia 1º de agosto, o monitoramento e controle de resíduos de agrotóxicos em vegetais frescos e frutas. 

A medida possibilita identificar os produtores responsáveis e saber como foram cultivados os alimentos, além de mensurar a quantidade residual de defensivos. Conforme justificado pela agência, a rastreabilidade oferecerá maior segurança à sociedade quanto ao consumo de vegetais frescos, além de responsabilizar quem fizer uso incorreto ou excessivo de agrotóxicos. 

O controle está previsto em Instrução Normativa (IN) e valerá para os citrus (laranja, limão, lima-da-pérsia, entre outros), maçã, uva, batata, alface, repolho, tomate e pepino, cenoura, batata doce, beterraba, cebola, alho, couve, agrião, almeirão, brócolis, chicória, couve-flor, pimentão, abóbora e abobrinha, melão, morango, coco, goiaba, caqui, mamão, banana e manga.

PROCEDIMENTOS NECESSÁRIOS

De acordo com a IN, os produtos verificados devem estar identificados com: nome; variedade ou cultivar; quantidade do produto recebido; identificação do lote e data de recebimento do produto. 

O fornecedor terá que informar seu nome ou a razão social (CPF, Inscrição Estadual ou CNPJ ou CGC/Mapa); endereço completo, ou quando localizado em zona rural a coordenada geográfica ou Certificado de Cadastro de Imóvel Rural  Regularização de Territórios (CCIR).

Eles ainda deverão manter arquivados os registros dos insumos agrícolas utilizados na produção e no tratamento fitossanitário (eliminação de pragas), além da data de sua utilização, recomendação técnica ou receituário agronômico e a identificação do lote do insumo.

Dessa forma, por meio das fiscalizações, será possível identificar, inclusive, os defensivos agrícolas usados na produção. 

*Com informações da Ascom Mapa

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CORREIO RURAL

Fertilizantes: código de uso sustentável recomenda boas práticas

AGRICULTURA E COMUNICAÇÕES

Governo vai definir medidas para uso de tecnologias digitais no campo

Câmara será encabeçada por Ministérios da Agricultura e Comunicações
TEREZA CRISTINA

Ministra diz que Brasil vai aprovar mais agrotóxicos para 'entrar na modernidade'

CORREIO RURAL

Tereza Cristina convoca membros do agronegócio para 'ganhar guerra da comunicação'

Mais Lidas