Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

1º TRIMESTRE 2019

Desembolsos do BNDES no Estado cresceram 21% este ano

De janeiro a março foram destinados R$ 274 milhões a projetos

7 MAI 19 - 09h:30ROSANA SIQUEIRA

Após fechar 2018 com recuo de 13% na captação de recursos, os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) cresceram 21% em Mato Grosso do Sul no primeiro trimestre deste ano. O montante ficou em R$ 274 milhões diante de R$ 227 milhões do ano passado.

Os dados divulgados pelo banco apontam que no Brasil o avanço ficou em 30% nos três primeiros meses de 2019 em comparação com o mesmo período de 2018. No trimestre, as liberações do Banco atingiram R$ 14,48 bilhões.

Em MS, a agropecuária puxou as liberações com R$ 182 milhões, seguido pela indústria, com R$ 42 milhões, infraestrutura, com R$ 32 milhões e comércio e serviços, com R$ 18 milhões dos desembolsos.

A maior parte dos tomadores foi de médios empresários com R$ 110 milhões em aprovações. Para os grandes foram destinados R$ 67 milhões e os pequenos tomadores com R$ 79 milhões.

No País, as aprovações de novos financiamentos pelo BNDES entre janeiro e março desse ano, por sua vez, totalizaram R$ 9,9 bilhões (redução de 38% em comparação com o mesmo período de 2018), e as consultas, R$ 8,34 bilhões (redução de 41% frente aos três primeiros meses do ano passado).

O setor de infraestrutura foi o destaque entre os desembolsos, tendo recebido R$ 6,96 bilhões, ou 48,1% dos recursos totais. A seguir, ficaram os setores de agropecuária, com R$ 3,54 bilhões (24,4% do total); indústria, com R$ 2,59 bilhões (17,9%); e comércio e serviços, com R$ 1,39 bilhão (9,6%).

Frente ao primeiro trimestre do ano passado, as liberações para esses segmentos variaram 71%, 30%, 51% e -48%, respectivamente. O crescimento no crédito para infraestrutura foi puxado pelos setores de energia elétrica e transportes.

MPMEs 

Entre janeiro e março, as micro, pequenas e médias empresas (MPME) receberam R$ 6,25 bilhões em desembolsos do BNDES, montante que equivale a 43,2% das liberações do Banco e corresponde a um crescimento de 3% frente ao mesmo período de 2018.

No segmento, merecem destaque as pequenas e médias empresas, que receberam R$ 2,05 bilhões (14,1% dos desembolsos) e R$ 3,1 bilhões (21,4%), respectivamente. Para as pequenas empresas, as liberações cresceram 20% em comparação com o primeiro trimestre do ano passado.

Já as grandes empresas foram destino de R$ 8,23 bilhões, o que corresponde a 56,8% das liberações totais. No período, os desembolsos para o segmento cresceram 61%.

Regiões

 No trimestre, a região Sudeste recebeu R$ 4,39 bilhões em desembolsos (30,3% do total liberado), com uma variação de 2% em comparação com os três primeiros meses de 2018. A região Sul ficou com R$ 4,13 bilhões em liberações (28,5% do total), com um crescimento de 45% frente ao ano passado.

Na sequência, está o Nordeste, com R$ 3,29 bilhões (22,7% do total desembolsado) e um crescimento de 63%, seguido pelo Centro-Oeste, com R$ 1,6 bilhão (11,2% do total) e uma variação negativa de 3%, e pelo Norte, com R$ 1,05 bilhão em liberações (7,2% do total) e um crescimento de 225% em comparação com o mesmo período de 2018.

Mercado de capitais

No primeiro trimestre de 2019, o BNDES integralizou um total de R$ 62 milhões em 15 operações para Fundos de Investimento em Participação e Projetos (FIP) e R$ 22 milhões para um fundo de crédito, o Vinci Energia Sustentável FIDC.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Universidade cria técnica que identifica uso de agrotóxicos em frutas
PESQUISA

Universidade cria técnica que identifica uso de agrotóxicos em frutas

PECUÁRIA INTERNACIONAL

Após reunião em Pequim, Brasil espera habilitação de 78 frigoríficos

Dólar bate R$ 4,10, puxa alta na soja, mas eleva custo agrícola
MERCADO AGRÍCOLA

Dólar bate R$ 4,10, puxa alta na soja,
mas eleva custo agrícola

Com foco em seminários e cursos, feira completa 2ª edição
AGROPECUÁRIA

Com foco em seminários e cursos, feira completa 2ª edição

Mais Lidas