Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Correio Rural

Colheita da cana avança,
mas rendimento cresce pouco

Safra da cultura está a todo vapor

28 AGO 17 - 08h:06Daniella Arruda

Produção de cana em Mato Grosso do Sul deve chegar a 50,453 milhões de toneladas na safra 2017/2018, crescimento de apenas 0,3% em relação ao volume do ciclo anterior, de 50,292 milhões de toneladas. Os dados são do segundo levantamento de safra divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A área colhida também deve ter aumento, saindo de 619 mil para 660,4 mil hectares (6,9%). Já a produtividade foi estimada em 76,39 toneladas por hectare, queda de 6% em relação à safra anterior, de 81,25 toneladas por hectare, em decorrência das condições climáticas adversas, como as geadas, além da redução do aporte tecnológico decorrente da crise econômica que o setor enfrentou e desdobramentos dos problemas ocasionados pelo excesso de chuvas que prejudicaram as lavouras em 2015.

Conforme o levantamento da Conab, as últimas chuvas significativas nas regiões centro-sul e leste do Estado, onde se concentram a maioria das unidades produtivas, ocorreram em meados de julho e, com isso, a colheita está avançada nessas regiões produtoras, dada a possibilidade da entrada do maquinário.

Reportagem completa está na edição de hoje do Correio do Estado. Clique aqui e confira.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Defesa agropecuária recebe aporte de US$ 200 milhões
RECURSOS

Defesa agropecuária recebe aporte de US$ 200 milhões

BRASIL

Justiça concede liminar contra decisão que suspendeu uso de 63 agrotóxicos

R$ 440 MILHÕES

Governo libera 100% do orçamento para o seguro rural

Regulamentação possibilita venda de produtos artesanais para outros estados
PERMISSÃO

Regulamentação possibilita venda de produtos artesanais para outros estados

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião