Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

HORTIFRUTIGRANJEIROS

Cebola tem queda de 17% e alivia bolso do consumidor

Tomate também diminui o preço

18 JUN 19 - 13h:07ALINE OLIVEIRA

A redução no preço da cebola chegou a 17%  em quase todas as Centrais de Abastecimento (Ceasa, conforme informação divulgada nesta terça-feira (18), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). 

Outros produtos também apresentaram retração, como o tomate, batata, laranja e mamão, porém, o índice do produto apresenta retração desde o final do ano passado. Em Campo Grande, o preço reduziu 5% em maio com relação ao mês anterior. O valor médio do quilo da cebola ficou em R$ 2,75 reais, mas, em junho a tendência é diminuir ainda mais.

De acordo comao gerente de modernização do Mercado Hortigranjeiro da Conab, Joyce Fraga, a queda no índice é resultado do aumento da oferta, com a produtividade e colheita nos estados de Goiás, São Paulo e Minas Gerais. 

“A pulverização da produção nesta época do ano contribui para a queda de preços, pois os mercados são abastecidos por vários estados”, explica.

O tomate, campeão de preço altos nos últimos meses, também apresentou redução na maioria dos Estados. “Só não caiu o preço em Recife, mas registrou o maior percentual de queda na CeasaMinas, passando dos 34%. 

Já a batata teve redução nas cotações em todas as centrais, com destaque para Vitória/ES (20,8%), Goiânia/GO (19,1%), Recife/PE (17,6%) e Rio de Janeiro/RJ (16,8%)”, completa Fraga.

FRUTAS

Entre as frutas, as maiores reduções de preços ocorreram com o mamão e a laranja. No caso do mamão, o motivo foi a diminuição no consumo neste período frio, a oferta maior em algumas centrais, sobretudo da espécie formosa, e a concorrência com outros produtos.

Já a laranja, graças à superoferta dos laranjais de São Paulo, está mais acessível à população, com preços em queda nos mercados atacadistas.
 

*Com informações da Ascom Conab

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Exportações nacionais crescem 60% em relação a safra passada
ALGODÃO EM ALTA

Exportações nacionais crescem 60% em relação a safra passada

Comercialização de carne bovina cresce 60% em MS
1º SEMESTRE

Comercialização de carne bovina cresce 60% em MS

Pecuaristas de MS produzem três vezes mais do que média nacional
RALLY DA PECUÁRIA

Pecuaristas de MS produzem mais do que média nacional

Pesquisador Armindo Kichel morre após infarto em Sinop (MT)
LUTO EMBRAPA

Pesquisador Armindo Kichel morre após infarto em Sinop (MT)

Mais Lidas