Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

BANCO DO BRASIL

Banco do Brasil anuncia redução no crédito rural e produtores criticam

Lavouras de soja em MS foram impactadas com veranico em até 40%

1 FEV 19 - 16h:21ALINE OLIVEIRA

Durante o evento de lançamento oficial do plantio de Milho Segunda Safra, em Mato Grosso do Sul, na quinta-feira (31), representantes do setor agropecuário do Estado demonstraram contrariedade com a afirmação do presidente do Banco do Brasil, Rubens Novaes, de afirmar que a instituição tem intenção de reduzir o crédito agrícola subsidiado, visto que as taxas básicas de juro foram reduzidas para a safra atual.

Na avaliação do secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, a diminuição do crédito rural subsidiado precisa ser repensada e debatida.

"É preciso que o ministro da Economia reavalie a situação do setor produtivo, que mesmo diante de tantas crises mantém a produção e a entrada de divisas para o país. Não dá para comparar outros setores com a agropecuária que é sujeita a muitas influências externas como clima e mercado internacional, por exemplo", argumenta. 

A análise de Verruck foi compartilhada entre os participantes do evento realizado pela Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja/MS) e a Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Sistema Famasul). 

O anúncio do novo presidente do Banco do Brasil, Rubens Novaes aconteceu durante entrevista concedida ao jornal 'O Estado de São Paulo', no início da semana. Na ocasião, o representante pontuou que a maior parte dos empresários rurais tem condições de arcar com as taxas de juros oferecidas pelo mercado. 

Para justificar a informação, Novaes explicou ainda, que a carteira de R$ 188 bilhões de crédito rural do BB, 46% foram desembolsados com subsídios do Tesouro Nacional. Em 2018, a União bancou R$ 5 bilhões de diferença entre o juro cobrado pelo BB e o custo da captação.

REPRESENTATIVIDADE RURAL

O presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, destaca que é preciso maior sensibilidade por parte do ministério com as dificuldades enfrentadas pelos produtores rurais, visto que a maior parte da atividade agropecuária está vinculada a contratação de linhas de crédito. "Nossa atividade tem características diferenciadas de produção, pois, temos uma indústria 'a céu aberto' e que está sujeita a muitos riscos externos", observa. 

Saito pontua que o setor agropecuário tem sido responsável pelos bons números econômicos do país, contribuindo para o pequeno percentual positivo obtido pela economia brasileira, nos últimos anos.

"Vemos a necessidade de um entendimento por parte do Ministério, para que sejam mantidas as linhas crédito rurais e as taxas de juros praticadas na safra anterior. Aqui no Estado, por exemplo, tivemos uma sequência de safras prejudicadas pela questão climática e no atual ciclo de soja, a redução chegará a 15% no total do volume produzido", detalha. 

FCO 2019

De acordo com a superintendência do Banco do Brasil em Mato Grosso do Sul, o balanço da safra 2017/2018 totalizou R$ 6,1 bilhões, divididos nas seguintes finalidades: investimento R$ 1,619 bilhões, custeio R$ 3,747 bilhões e comercialização, R$ 650 milhões

Com o lançamento do Plano Agrícola e Pecuário (PAP), 2018/2019, em julho do ano passado, foi anunciado o valor de R$ 191,1 bilhão para o crédito rural, com a promessa de redução no cálculo das taxas de juro e criação de novos formatos de contratação, para formação de capital de giro entre os empresários rurais. 

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

ECONOMIA

Exportações de carne podem fechar 2019 com resultado recorde

ECONOMIA

Novo sistema vai agilizar atendimento de emergências veterinárias

As notificações das suspeitas serão feitas online
Defesa agropecuária recebe aporte de US$ 200 milhões
RECURSOS

Defesa agropecuária recebe aporte de US$ 200 milhões

BRASIL

Justiça concede liminar contra decisão que suspendeu uso de 63 agrotóxicos

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião