Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RECEITAS

Torta de carne moída é fácil de fazer e fica uma delícia

Torta de carne moída é fácil de fazer e fica uma delícia
23/06/2019 20:00 - M de Mulher


 

Ingredientes

1 kg de carne moída

2 dentes de alho amassados

1 cebola média picada

1 colher (sopa) de tomilho picado

1/3 xícara de ketchup (ou catchup) picante

1 colher (chá) de molho de pimenta

1/4 xícara de azeite de oliva

3 ovo (gemas separadas das claras)

1/3 xícara de manteiga

1/4 xícara de açúcar

1/3 xícara de fubá

1 xícara de farinha de trigo

1/2 colher (sopa) de fermento químico

1/4 xícara de leite

1 xícara de queijo cheddar ou queijo prato ralado grosso

• sal a gosto

• pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

Em uma vasilha, tempere a carne com o alho, a cebola, sal, pimenta, o tomilho, o ketchup e o molho de pimenta.

Misture bem.

Transfira para uma panela, leve ao fogo médio e refogue a carne temperada no azeite até perder a cor rosada.

Disponha em um refratário retangular, de 23 x 28 centímetros, ou redondo, de 25 a 30 centímetros de diâmetro.

Pressione a mistura com a parte de trás de uma colher e alise a superfície.

Reserve.

Na batedeira, bata as claras em neve.

Reserve.

Em outra tigela, bata a manteiga com o açúcar e as gemas até obter um creme homogêneo.

Acrescente o fubá, a farinha e o fermento.

Misture com uma espátula.

Adicione o leite, aos poucos, mexendo até incorporar.

Junte as claras batidas e misture delicadamente.

Espalhe essa massa sobre a carne, no refratário.

Leve ao forno preaquecido a 200ºC até que a superfície esteja ligeiramente dourada.

Retire do forno, salpique com o queijo e volte ao forno só até derreter.

Sirva.

 

Felpuda


Paixão política que extrapola o bom senso, chega nas redes sociais e se transforma em baixaria pode resultar em prejuízo no bolso. Isso foi o que aconteceu com autor de texto nada elogioso contra colega por diferenças em apoio a candidatos nas eleições de 2016. O dito-cujo foi condenado a pagar indenização de R$ 7 mil, com correção monetária e juros mensais a partir da publicação da sentença, além dos honorários advocatícios. Detalhe: os adversários daquela época hoje andam de braços dados. Pode?