ACOMPANHAMENTO

Confira essa receita incrível de pão de alho com linguiça

Confira essa receita incrível de pão de alho com linguiça
01/06/2019 20:00 - Gshow


 

Ingredientes 

1 cabeça de alho cortada uma tampa da parte de cima

600 gramas de linguiça sem a pele

200 gramas de queijo provolone ralado grosso (2 xícaras de chá)

tomilho debulhado a gosto

220 gramas de requeijão (1 xícara de chá)

100 gramas de muçarela ralada no ralo fino (1 xícara de chá)

2 colheres de sopa de sopa de cebola (16 gramas)

8 pães franceses cortados ao meio no sentido do comprimento

Modo de Preparo 

Coloque 1 cabeça de alho cortada uma tampa da parte de cima envolvida por papel alumínio, no forno preaquecido a 180ºC por 1 hora. Retire do forno e o papel alumínio e passe por uma peneira para ficar só o purê de alho. Reserve o purê.

Numa tigela, coloque 600 gramas de linguiça sem a pele, 200 gramas de queijo provolone ralado grosso, tomilho debulhado a gosto e misture. Reserve.

Coloque numa outra tigela 220 gramas de requeijão, 100 gramas de muçarela ralada no ralo fino, o purê de alho, 2 colheres de sopa de cebola e misture.

Passe em cada metade de pão, com as costas de uma colher, uma camada fina da mistura de requeijão e em seguida uma camada fina da mistura de linguiça.

Numa frigideira bem quente, untada com fio de azeite, coloque o pão com o recheio virado para baixo até dourar (mais ou menos 1 minuto) achatando levemente. Vire o pão e doure o outro lado rapidamente. Retire da frigideira. Repita o mesmo procedimento com o restante dos pães e sirva em seguida.

 

 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".