Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

POLÍTICA

'Zeca é como se fosse o Lula para a gente', diz Cabo Almi

Ex-governador deixou a presidência estadual do partido por problemas de saúde
22/10/2019 10:30 - DAIANY ALBUQUERQUE E IZABELA JORNADA


 

“Zeca é como se fosse o Lula para a gente”, declarou o deputado estadual Cabo Almi (PT), durante sessão na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALMS). A declaração foi dada devido a saída do ex-governador de José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, da presidência do partido.

O vereador de Coxim – a 253 km de Campo Grande – Valdemir Ferreira, o Valdermir do PT, assumiu o cargo. O ex-governador deixou a Executiva estadual da legenda por problemas de saúde.

De acordo com lideranças do PT, Zeca, que fará uma cirurgia no fêmur, não deverá retornar ao cargo após se recuperar. Ele será o presidente de honra do diretório estudual.

A saída do ex-governador do cargo foi noticiado na segunda-feira (21) pelo Correio do Estado. Conforme informação do deputado estadual Pedro Kemp (PT), na semana passada o líder do partido chamou os demais nomes da sigla para uma reunião e comunicou que não concorrerá novamente para presidir a Executiva estadual da agremiação.

Ainda conforme o parlamentar, com relação às eleições de 2020 a articulação vai ficar por conta do novo presidente estadual e na Capital com o presidente Agamenon Rodrigues. Questionado se deve disputar o Executivo de Campo Grande, Kemp foi cauteloso. “O partido vai fazer discussões, meu nome sempre é lembrado, não é que eu tenho interesse, mas fico à disposição do partido. Esse ano a gente discutiu de organizar o partido, fazer filiação, com relação a prefeito ficou mais para o ano que vem”, disse.

O deputado disse ainda que mesmo sem o cargo na diretoria da agremiação, Zeca não deve ficar longe das decisões. “Ele é uma referência para todos nós do partido, é o Lula de Mato Grosso do Sul, sempre é consultado e vai continuar participando com certeza”, declarou citando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva liderança nacional do PT.

Felpuda


Figurinha começou a respirar aliviada, embora ainda esteja na corda bamba. Isso porque mudou de mãos o processo cuja sentença poderá mandá-la para casa definitivamente. Assim, pela “jurisprudência” com a qual o “analista” é conhecido, pode ser que o resultado seja bastante favorável, permitindo que a então desesperada pessoa continue com o assento em Brasília. Vamos ver!