Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

palavra do presidente

'Tenho quase certeza absoluta' que Câmara barra denúncia, diz Temer

3 JUL 2017Por FOLHAPRESS20h:18

O presidente Michel Temer disse nesta segunda-feira (3) que tem "quase certeza absoluta" de que a Câmara dos Deputados não aceitará a denúncia em que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o acusa do crime de corrupção passiva.

"Quando você vê a tal da denúncia, vê logo sua inépcia, é frágil, inconsistente", afirmou o peemedebista à rádio Band News FM.

Ele disse contar com o voto dos indecisos para garantir que a Câmara dos Deputados não autorize abertura de investigação no Supremo Tribunal Federal.

"Há cerca de 366 deputados indecisos, que são aqueles que vão dar o seu voto no último momento, porque os que são contra são contra mesmo", afirmou Temer. "Tenho certeza quase que absoluta" que o processo será interrompido, disse.

Levantamento feito pela Folha de S.Paulo mostrou que mesmo a base do governo está reticente em declarar apoio a ele. São necessários os votos de 342 deputados para que a denúncia seja aceita.

Dos 513 deputados, 45 disseram que votarão contra a aceitação da denúncia. Outros 130 disseram que apoiarão a continuidade do processo, 112 que ainda não sabem e 57 não quiseram se posicionar. Outros 168 não retornaram os pedidos da reportagem.

Temer também negou que esteja abatido, como informou a colunista da Folha de S.Paulo Mônica Bergamo.

"Essas coisas que acontecem me revitalizam. Li numa coluna que eu estaria abatido, minha família estaria abatida, pensei até será que o nosso cachorro também está abatido? Porque é irreal. Estou cada vez mais animado", disse Temer.

"Porque, na verdade, estamos indo muito bem. As reformas estão indo adiante, a inflação está caindo", afirmou o presidente.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também