Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PANDEMIA

Senadora apresenta PEC que adia eleições até que acabe estado de calamidade

Proposta é que pleito seja realizado 120 dias após o término desta condição
23/03/2020 19:12 - Clodoaldo Silva


 

Por defender que a prioridade no Brasil nesse momento seja o combate a pandemia do coronavírus, a senadora sul-mato-grossense Soraya Thronicke (PSL) apresentou hoje no Senado Federal uma PEC (Proposta de Emenda a Constituição) que adia as eleições deste ano até que  acabe o estado de calamidade pública em vigor no Brasil até 31 de dezembro. A proposta é que as eleições sejam realizadas 120 dias após o término desta condição.

A parlamentar argumenta que antes das eleições de outubro os partidos terão de realizar convenções, como determina a legislação eleitoral. “Não há como saber se a evolução da pandemia permitirá a realização do pleito e, antes dele, das convenções eleitorais, que ocorrerão entre 20 de julho e 5 de agosto, com necessária segurança”, enfatizou a senadora, citando o exemplo das eleições municipais na França no último final de semana, que mesmo com esquema de proteção dos eleitores teve grande abstenção e que há grande pressão para cancelamento do segundo turno, marcado para o dia 22 de março.

Para evitar que o mesmo ocorra no Brasil, a PEC propõe que o “Tribunal Superior Eleitoral poderá, na hipótese de estado de calamidade pública, adiar as eleições e o respectivo calendário eleitoral”, bem como define que em até 120 dias após o encerramento da calamidade pública sejam realizadas as eleições.

A PEC segue agora para discussão nas comissões temáticas e depois segue para votação em plenário. Ela precisa ser aprovada no Senado Federal e na Câmara dos Deputados para entrar em vigor.

 

Felpuda


Dois pedidos de desculpas, de autorias diferentes, foram assuntos muito comentados nas redes sociais com críticas ácidas às suas declarações, até porque os envolvidos não só os usaram despropositadamente, como tiveram de voltar a eles para se redimirem. Um deles, inclusive, quase criou uma crise política da-que-las, o que obrigou seu pai, figurinha carimbada, a pular miúdo para colocar panos quentes sobre a questão. Essa gente!...