Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

tucanos agitados

Reinaldo Azambuja critica a
guerra interna no PSDB

Governador diz que o partido é plural,tem de ouvir a todos

22 AGO 2017Por DA REDAÇÃO06h:30

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) criticou, sem citar nome, o presidente interino do partido, senador Tasso Jereissati (CE) por declarações contra o presidente Michel Temer (PMDB) e a distribuição de cargos.

Para ele, o partido precisa ouvir todos e não impor posição pessoal. Diante dessa crise interna, Azambuja defendeu nova eleição para definir o futuro do partido que passa por uma crise na cúpula nacional.

Ontem, os governadores foram convocados para tratar da crise interna no partido após declarações do presidente interino Tasso Jereissati (CE).

“Não consegui ir por conta da presença do Ministro da Educação em Campo Grande, mas mandei representante. Não sou contra, nem a favor a nada. O partido é plural e tem que ouvir a todos. Não pode tomar uma decisão pessoal e colocar seu pensamento pessoal como prioridade do partido sem pelo menos conversar com os membros”, disse Azambuja.

“Acho que tá na hora de uma nova eleição para a maioria decidir o que quer para o PSDB”, sugeriu. A situação chegou ao seu ponto mais crítico após reuniões de Aécio com o presidente Michel Temer (PMDB). 

*Leia reportagem, de Gabriela Couto e Izabela Jornada, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também