Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

40 ANOS

PT quer eleger dez prefeitos e 100 vereadores em Mato Grosso do SuI

Presidente nacional do partido, deputada federal Gleisi Hoffmann está em Campo Grande para encontro estadual em celebração aos 40 anos da sigla
22/02/2020 10:53 - Natalia Yahn, Yarima Mecchi


 

A deputada federal e presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Gleisi Hoffmann (PR), que está em Campo Grande para o encontro estadual da sigla, acredita no resgate da legenda em Mato Grosso do Sul. Até o momento a agremiação tem pelo menos 16 pré-candidatos e quer eleger 10 prefeitos nas eleições municipais deste ano e também dobrar o número de vereadores eleitos - atualmente são 40 e a meta é de chegar entre 80 e 100 parlamentares.

Em  meio ao enfraquecimento do PT em nível nacional - por conta dos escândalos envolvendo o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva e também do impeachment de Dilma Rousseff -, ela observa que mesmo assim possuem a maior bancada da Câmara dos Deputados, apesar de não ter muitos cargos de governadores e prefeitos.

Gleisi teve papel importante no Estado, quando integrou o primeiro escalão do governo de Zeca do PT, há 18 anos. A eleição do partido de esquerda da época, foi a primeira vez que um governador petista assumiu o poder no País.

E com planos de reerguer no Estado ela fez alguns questionamentos em relação as demais siglas. “Quantos partidos podemos realmente dizer que são grandes? A construção do PT se dá ao longo de 40 anos. Queremos resgatar o legado. Mudamos muita coisa e o PT pode voltar a governar. Tiraram a presidenta Dilma por que reclamaram que a gasolina estava cara, na época era R$ 2,50 e agora está R$ 5. Também disseram que o dólar estava caro, e agora está R$ 5. A questão econômica atual, do país, vai fazer com que as pessoas reflitam o governo do PT, que não deixa de enfrentar o debate”, afirmou a deputada federal.

A visita de Gleisi reuniu também o deputado federal Vander Loubet, os deputados estaduais Pedro Kemp e Cabo Almi, o presidente estadual do PT Vladimir Ferreira e Humberto Amaducci, ex-candidato ao governo do Estado na eleição de 2018.

O encontro das lideranças petistas também marcou o anúncio da pré-candidatura nas principais cidades de Mato Grosso do Sul. Kemp deverá concorrer a prefeitura de Campo Grande. Em Três Lagoas a pré-candidata é Luciene Maria da Silva que foi candidata a vice-governadora do partido na última eleição estadual. Em Coxim, Ferreira foi anunciado como pré-candidato. E Carlos Alberto Machado deverá concorrer em Corumbá. Já em Dourados, o partido afirmou que ainda discute um programa de governo e não tem definição sobre as eleições municipais.

A ausência mais sentida foi do ex-governador Zeca do PT, que de acordo com Loubet não deve ser andidato nas próximas eleições.

Felpuda


Dois pedidos de desculpas, de autorias diferentes, foram assuntos muito comentados nas redes sociais com críticas ácidas às suas declarações, até porque os envolvidos não só os usaram despropositadamente, como tiveram de voltar a eles para se redimirem. Um deles, inclusive, quase criou uma crise política da-que-las, o que obrigou seu pai, figurinha carimbada, a pular miúdo para colocar panos quentes sobre a questão. Essa gente!...