Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ELEIÇÕES 2020

PSDB em Ponta Porã quer eleger oito vereadores

Boa aprovação do prefeito será arma para atrair filiados, diz presidente da sigla
19/07/2019 14:35 - EDUARDO PENEDO


 

A presidente do PSDB em Ponta Porã, vereadora Ana Cristina Espinola Candia, está apostando na boa gestão da bancada e do prefeito Hélio Peluffo Filho para eleger mais vereadores e atrair mais filiados. “Estamos buscando estratégias para conquistar mais pessoas. Nós temos resultados de um trabalho de evolução na nossa cidade. Temos pesquisas que apontam que o prefeito tem 80% da aprovação e isso dá um gás para nos vereadores para atrair mais filiados. Nossa meta é de aumentar de seis vereadores para oito”, explica a parlamentar o Encontro de Presidentes dos Diretórios Municipais do PSDB, que acontece no diretório municipal do partido, na região leste de Campo Grande. 

Ana Espinola explica ainda que dos 17 vereadores de Ponta Porã 15 fazem parte da bancada do prefeito e com essa harmoniza as coligações feitas nas últimas eleições devem se mantar. “Provavelmente as coligações que fizemos na eleição passada devem continuar, nós temos o DEM, Solidariedade e vários partidos em ascensão trabalhando conosco”, argumenta. 

EVENTO 

Com presença de lideranças nacionais, o PSDB de Mato Grosso do Sul realiza, nesta sexta-feira (19), o Encontro de Presidentes dos Diretórios Municipais da sigla. O evento dá largada rumo às eleições de 2020 e será realizado no Diretório Estadual, em Campo Grande. 

Conforme o partido, este será o primeiro encontro, visando troca de experiências, capacitação e fortalecimento da legenda para as eleições do próximo ano. Serão debatidos os novos rumos do partido e o posicionamento diante do atual cenário político brasileiro. 

 

 

 

 

Felpuda


Tudo indica que o MDB não conseguiu convencer o PSDB de iniciar namoro com vistas a casamento nas eleições, e a ideia teria sido descartada. Os tucanos demonstraram que o problema deles não é o cargo: os emedebistas ofereceram a vaga de vice na disputa à Prefeitura de Campo Grande, a mesma cobiçada pelos tucanos, mas na chapa do PSB do atual prefeito. A questão, politicamente falando, seria, digamos, o oferecido “noivo”. Afe!