Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

sucessão Estado

Podemos é o primeiro a anunciar
pré-candidato ao governo do Estado

Empresário é a aposta do antigo PTN

21 OUT 17 - 04h:00TAVANE FERRARESI

O Podemos (ex-PTN) é o primeiro partido de Mato Grosso do Sul a anunciar pré-candidato ao governo do Estado nas eleições do ano que vem.

O escolhido para a disputa é o presidente regional do partido, o empresário Cláudio Sertão. Além de postulante a governador, o Podemos pretende lançar dois candidatos ao Senado, 16 às vagas de deputado federal e 48 às estaduais. 

Para dar envergadura ao projeto eleitoral do partido, vem a Campo Grande, no dia 10 de novembro, o pré-candidato à Presidência da República e senador Álvaro Dias (PR), o senador Romário (RJ), o ex-jogador Marcelinho Carioca, bem como a presidente nacional do Podemos, deputada federal Renata Abreu (SP). 

Cláudio Sertão atua na coordenação da Federação das Indústrias de Masto Grosso do Sul (Fiems), no programa Indústria sem Fronteiras, e exerce o cargo de secretário de Indústria e Comércio do governo paraguaio.

Com esse currículo, ele destacou que pretende elaborar seu plano de governo com propostas de geração de emprego e renda para impulsionar o desenvolvimento do Estado.

“Vamos realizar uma campanha popular, conversando com o cidadão sobre nossas propostas”, declarou Cláudio. Apesar do enfrentamento com candidatos de peso como o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e, possivelmente, o ex-governador André Puccinelli (PMDB), o empresário mostrou-se animado com a disputa eleitoral.

“Conto com o desejo da maioria dos eleitores que não aceita mais corrupção e, por isso, quer eleger gente nova para cargos públicos”, disse Cláudio. Para ser conhecido desde já pela população, ele aceitou anunciar com antecedência a sua pré-candidatura. “Time que quer torcida tem que colocar a equipe no campo”, finalizou.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Supremo retoma discussão sobre possíveis candidaturas sem partido

BRASIL

União vai receber R$ 210 milhões por petróleo de campo do pré-sal

BRASIL

Supremo julga na quinta ações sobre prisão após segunda instância

BRASIL

Deputados do PSL trocam farpas e divergem sobre carta em apoio a Bolsonaro

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião