Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 21 de janeiro de 2019

Eleições 2016

Pesquisa indica segundo turno na
Capital entre Marquinhos e Rose

Candidato do PSD continua na liderança da disputa mesmo após ataques

2 OUT 2016Por Da Redação05h:00

A pesquisa do Ipems (Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul Ltda.), contratada pelo Correio do Estado, indica a realização do segundo turno para Prefeitura de Campo Grande entre Marquinhos Trad (PSD) e Rose Modesto (PSDB). A previsão é de ele receber 41,36% dos votos válidos (método adotado pela Justiça Eleitoral para definição dos eleitos), que é diferente da estimulada, por causa da exclusão dos indecisos, da manifestação dos eleitores de não votar em nenhum dos candidatos ou do não responderam. A candidata do PSDB teria 31,12% dos votos.

O prefeito Alcides Bernal (PP), candidato à reeleição, ficou para trás com 17,86% dos votos válidos apurados pela pesquisa do Ipems. O Coronel David (PSC) abocanharia 2,77%, seguido por Marcelo Bluma (PV) com 1,67%, Marcos Alex (PT) com 1,31% e Rosana Santos (PSOL) receberia 0,93%.

Outros candidatos abaixo de 1% estão ainda Suél Ferranti (PSTU) com 0,73%, Lauro Davi (PROS) com 0,57% e Arce (PCO) com 0,56%.  Dividem, também, a “lanterninha” Pedrossian Filho (PMB) com 0,56%, Aroldo Figueiró (PTN) com 0,40% e Adalton (PRTB) com 0,18%. Não pontuaram na pesquisa Athayde Nery (PPS) e Elizeu Amarilha (PSDC). Isto não significa que eles não terão votos. Apenas não foram citados pelos eleitores entrevistados.

Reportagem de Adilson Trindade está na edição de hoje do Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também