Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LAMA ASFÁLTICA

Para Chiquinho Telles, Bernal é “bandido” que quer “virar santo”

Vereadores prometem reagir à volta do prefeito cassado e garantem que ninguém foi comprado
28/07/2015 00:00 - DA REDAÇÃO


 

Vereadores vão reagir ao possível retorno de Alcides Bernal (PP) ao comando da Prefeitura de Campo Grande. Eles não concordam com a volta de um “bandido” que agora quer “virar santo” e chegaram a cogitar o “fechamento” da Câmara Municipal para impedir tal acontecimento. “A cidade está no caos que está hoje porque ele (Bernal) ajudou a destruir”, declarou o vereador Chiquinho Telles (PSD). “Se precisar, a gente fecha a Câmara”, adiantou o vereador Paulo Siufi (PMDB).

Indagados sobre o suposto esquema de compra de votos que veio à tona em ligações interceptadas pela Polícia Federal, na Operação Lama Asfáltica e do Gaeco, na Operação ADNA, os parlamentares não só negaram suposto “golpe”, mas ressaltaram a existência de fatos que levaram o Legislativo municipal a instaurar a CPI do Calote. Na ocasião, Bernal foi investigado e, posteriormente, julgado e condenado pelos crimes de prevaricação, omissão e favorecimento.

“Não dá pra apagar que houve falta de merenda e desvio de dinheiro em empresas fantasmas como a Salute, Jagás, MegaServ. As pessoas não podem esquecer que não foi um santo que foi cassado. Os crimes de improbidade que ele (Bernal) cometeu foram provados e isso é fato”, salientou Chiquinho.

*A reportagem, de Tavane Ferraresi e Zana Zaidan, está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.
 

Felpuda


As conversas vêm acontecendo muito, mas muito reservadamente mesmo, e dão conta de que suplente poderá receber convocação, assumir a titularidade do cargo e por lá ficar por tempo indeterminado. Como é óbvio, tem gente jurando que nunca ouviu nem sequer falar sobre o assunto. O motivo não seria nada ligado a possíveis atos de irregularidades, mas sim por problemas de ordem pessoal.