Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 15 de dezembro de 2018

CONSENSO

Para Azambuja, alguém sairia machucado
na disputa pela presidência da Assembleia

Paulo Corrêa foi escolhido pelo PSDB e Onevan de Matos foi contra o resultado

8 DEZ 2018Por DA REDAÇÃO07h:00

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou ter conversado com os deputados Paulo Corrêa e Onevan de Matos para que entrassem em um consenso e não disputassem a candidatura da presidência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Os cinco deputados tucanos eleitos e reeleitos votaram e Corrêa ganhou por três votos. 

Porém, Onevan foi contra o resultado e lançou seu nome como candidato à presidência, mesmo contra a decisão do partido. Ele, inclusive, fez duras críticas ao governo.

Nesta sexta, Azambuja disse que ninguém é obrigado a aceitar o resultado, mas foram estabelecidas regras para a disputa. “Eu mesmo falei com Paulo e Onevan e disse que, em uma eleição de cinco votos que pode decidir ou por 3 x 2 ou 4 x 1, sai alguém machucado, o que perder”. 

O governador alertou os dois. “Eu avisei antes para buscar entendimento, mas, como optaram para ter a disputa, o Paulo teve a maioria dos votos e está buscando conversar com a Assembleia, mas eu tenho certeza de que eu e o PSDB respeitamos a posição dele [Onevan], independentemente de tentar buscar apoio de outros candidatos”.

* Leia a reportagem, de Renata Volpe Haddad, na edição deste sábado/domingo do jornal Correio do Estado.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também