Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

DESGASTE

Ordem no Planalto é 'blindar' Dilma após prisão de Dirceu

Para a cúpula da legenda, a nova prisão de Dirceu vai dar ainda mais munição para panelaços

3 AGO 15 - 14h:34FOLHAPRESS

Após a nova prisão do ex-ministro José Dirceu, a ordem no Palácio do Planalto é blindar a presidente Dilma Rousseff e tentar impedir que os desdobramentos da Operação Lava Jato contaminem ainda mais agenda do governo.

Durante a reunião de coordenação política nesta segunda (3), horas após a detenção de Dirceu, ministros disseram que a gestão Dilma "precisa ser blindada" da repercussão que a prisão do ex-ministro vai trazer ao cenário. No entanto, o núcleo político da presidente avaliou que será "bastante difícil" manter o governo fora do desgaste que o fato vai criar ao PT e aos petistas.

Na quinta-feira (6) vai ao ar o programa do partido em rede nacional. Para a cúpula da legenda, a nova prisão de Dirceu -que já foi condenado e preso no mensalão- vai dar ainda mais munição para a reedição de panelaços durante a exibição da peça.

Como a Folha de S.Paulo revelou, o programa será a primeira vez em que a presidente aparecerá em rede nacional após o panelaço do dia 8 de março, durante seu discurso pelo Dia Internacional da Mulher.

Petistas afirmam que a nova prisão de Dirceu tem o efeito de uma "pá de cal" na já desgastada imagem do partido.

Dirigentes petistas já esperavam a prisão do ex-ministro. Um membro da cúpula do PT disse à reportagem que, apesar do desgaste à legenda, a prisão de Dirceu é "mais do mesmo".

CRIADOR DO ESQUEMA

Segundo os investigadores da Lava Jato, o ex-ministro José Dirceu foi um dos criadores do esquema de corrupção na Petrobras e repetiu o mensalão na estatal.

"Chegamos a um dos líderes principais, que instituiu o esquema", disse o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, sobre o ex-ministro. "Isso passou pelo mensalão, passou pela investigação do caso, passou pela prisão [de Dirceu] e perdurou apesar da movimentação da máquina do STF e do judiciário."

Dirceu, de acordo com as investigações, tinha o poder, como ministro da Casa Civil, de indicar nomes a cargos estratégicos no governo do ex-presidente Lula. Foi ele, por indicação do empresário e lobista Fernando Moura -também preso nesta segunda (3)-, que conseguiu nomear o ex-diretor da Petrobras Renato Duque, acusado de cobrar propinas milionárias em contratos da estatal.

Foi na diretoria de Duque, disse, que se iniciou o esquema de corrupção na Petrobras, depois reproduzido na diretoria de Abastecimento, com o ex-diretor Paulo Roberto Costa.

"Durante o período em que foi ministro da Casa Civil, ele permitiu que esse esquema existisse e se beneficiou dele", disse Lima, sobre o ex-ministro. "Ele é uma das pessoas que decidiu pela criação desse esquema. O DNA, como afirmou o ministro Gilmar Mendes, é o mesmo do mensalão."

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Tempo de políticos no celular chama atenção durante sessões
CÂMARA MUNICIPAL

Tempo de políticos no celular chama atenção durante sessões

BRASIL

Moro sugere melindre em caso que cita FHC, diz site

BRASIL

Presidente dos Correios anuncia demissão no Twitter e envia carta a funcionários

BRASIL

'Não tenho essas mensagens para afirmar se conteúdo é autêntico ou não', diz Moro

Mais Lidas