Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, segunda, 10 de dezembro de 2018

costura política

Nelsinho já negociava há tempo
aliança do PTB com Azambuja

Para Siufi, a presença do ex-prefeito em evento não significa nada

14 MAR 2018Por DA REDAÇÃO06h:30

Presidente regional do PTB, o ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad já vinha negociando há tempo aliança com o governador Reinaldo Azambuja. A revelação foi feita pelo líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Professor Rinaldo Modesto (PSDB). Portanto, a aproximação de Nelsinho com Azambuja já estava sendo costurada há alguns meses. 

Os tucanos ficaram mais convictos da aliança depois de ouvirem discurso de Nelsinho em Ivinhema, no qual ele destacou a administração de Azambuja. Essa aproximação com o governador afasta cada vez mais Nelsinho do André Puccinelli (MDB).

Mas nem todos os deputados ainda acreditam nesse acordo. Eles apostam no apoio dos irmãos Trad (prefeito de Campo Grande, Marcos Trad, do deputado federal Fábio Trad, ambos do PSD, além de Nelsinho) à pré-candidatura de André.

Primo do clã, o parlamentar Paulo Siufi (MDB) disse que Nelsinho no palanque da pré-candidatura de Azambuja não diz nada.

“Ele foi na reunião do Odilon, na nossa também, ele está indo em todas as reuniões. Não sabemos quem Nelsinho vai apoiar, tem muita água para rolar ainda. Mas ele tem autonomia. Temos conversa avançada com o PTB”, garantiu. 

Nelsinho é presidente regional do PTB e deve decidir qual pré-candidato o partido apoiará. Caso confirmando, o rumo de Nelsinho em direção contrária à de Puccinelli é novidade nas eleições de outubro. Ambos são ex-prefeitos de Campo Grande, Trad foi escolhido para suceder André nas eleições de 2004 e assumiu o Executivo da Capital por dois mandatos, no MDB. 

*Leia reportagem, de  Yarima Mecchi e Izabela Jornada, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também