Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sábado, 15 de dezembro de 2018

Preferência do eleitor

Nelsinho e Zeca seriam hoje os dois senadores eleitos no Estado

Pesquisa do Ipems mostra a dificuldade da reeleição de Moka e Chaves

24 ABR 2018Por DA REDAÇÃO04h:00

O ex-prefeito de Campo Grande Nelsinho Trad (PTB) continua liderando a preferência do eleitor para eventual disputa ao Senado. De acordo com a pesquisa do Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul Ltda (Ipems), Nelsinho seria eleito hoje com 41,59% das intenções de voto. A segunda vaga de senador ficaria com o deputado federal e ex-governador de Mato Grosso do Sul, José Orcírio dos Santos, o Zeca do PT, com 31,76%.

O Ipems mediu o desempenho de cada pré-candidato a senador em 40 municípios, englobando todas as regiões do Estado. Foram ouvidos 1,2 mil eleitores no período de 14 a 20 deste mês.

O senador Waldemir Moka (MDB), pré-candidato à reeleição, está em terceiro lugar, com 23,58% das intenções de voto. Ele está a 8,18 pontos porcentuais atrás de Zeca. Os dois poderão, no decorrer da campanha eleitoral, disputar voto a voto pela segunda vaga. Mas se as eleições fossem hoje, Zeca tomaria a cadeira de Moka no Senado Federal.

A novidade da pesquisa foi o desempenho do procurador de Justiça Sérgio Harfouche, pré-candidato a senador pelo PSC. Ele estreou com 7% das intenções de voto, ficando pouco à frente do senador Pedro Chaves (ex-PSC e hoje PRB). Chaves, que buscará à reeleição e está com 6,24% –tecnicamente empatado com Harfouche, tendo por base a margem de erro de 2,83 pontos porcentuais para mais ou para menos sobre o total do resultado da amostragem.

* Leia a reportagem, de Adilson Trindade, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também