Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quarta, 21 de novembro de 2018

SEM MEDO

“Não sou assustado e não fujo da raia”, diz Marun sobre ameaças

Deputado recebeu mensagens intimidatórias desde quando foi citado para ser relator da CPI da JBS

11 SET 2017Por DA REDAÇÃO04h:00

O deputado federal e vice-líder do governo, Carlos Marun (PMDB-MS), usou sua página na rede social para mandar recado para pessoas que estão tentando assustá-lo. “Desde que o meu nome foi cogitado para a relatoria da CPI da JBS, passei a ser alvo de seguidas mensagens que tentam me assustar. Chego a desconfiar de um movimento orquestrado que visa proteger a JBS e os setores da PGR”, afirmou.

Ele rebateu dizendo que as investidas não estão dando certo. “Aviso que não sou assustado. Não estou pleiteando essa relatoria, mas, se for indicado, vou atrás da verdade em relação às controversas circunstâncias que envolvem esse escandaloso acordo de colaboração. Doa a quem doer”. 

Para a reportagem, o peemedebista explicou que não chegou a receber ameaças físicas. “Não houve ameaça de fato. Na verdade, existe muita gente querendo acabar com a Lava Jato. Estranhei que isso tenha começado a aparecer. São mensagens de tudo quanto é tipo e de todos os lados. Tinha parado um tempo. Chego a achar que é algo concatenado”. 

(*) Leia a reportagem completa, de Gabriela Couto, na edição de hoje do Correio do Estado

 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também