Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

PENA AMPLIADA

Ministério Público Federal defende<br> aumento de pena para Lula

Moro condenou o ex-presidente a 9 anos e seis meses
31/07/2017 16:00 - G1


O Ministério Público Federal (MPF) apresentou nesta segunda-feira (31) recurso contra a sentença do juiz Sérgio Moro que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em processo da Operação Lava Jato que envolve um triplex em Guarujá e o armazenamento de bens de Lula.

Moro, que condenou o ex-presidente a 9 anos e seis meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro em razão do apartamento e absolveu Lula em relação ao acervo presidencial.

A força-tarefa pede aumento da pena aos réus do processo e também a condenação do ex-presidente e mais duas pessoas em relação ao armazenamento do acervo presidencial. Leia o documento na íntegra.

O ex-presidente foi condenado em processo que investigou se o apartamento no Guarujá, litoral de São Paulo, era propina paga pela OAS a Lula por contratos firmados pela empresa na Petrobras. Lula nega as acusações, e na avaliação dos advogados que o representam, Moro teve atuação política na sentença.

Por "falta de prova suficiente da materialidade", o juiz absolveu Lula das acusações de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo o armazenamento do acervo presidencial numa transportadora, que teria sido pago pela empresa OAS.

 

Felpuda


Político experiente tem repetido que não é o momento de falar em eleições. O momento é de tensão, de incertezas políticas e econômicas – como se o País fosse uma ilha de preocupações cercada pelo coronavírus por todos os lados. Em Mato Grosso do Sul, onde já se registrou morte pela doença e o número de casos só tende a subir, não poderia ser diferente. “É suicídio político para quem ousar falar em eleição neste momento”, conclui. Só!