Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

SUSPEITA

MPE apura origem do dinheiro de Bernal para compra de imóveis

Ele é investigado por pagar apartamento e casa luxuosa sem ter renda

4 SET 17 - 04h:00DA REDAÇÃO

A 30ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social apura origem do dinheiro usado pelo ex-prefeito Alcides Bernal (PP) para compra milionária de apartamento, em 2013, localizado atrás do Shopping Campo Grande, e depois trocar por luxuosa casa na Rua Antônio Maria Coelho. A denúncia foi feita na época em que Bernal estava à frente do Executivo Municipal. As investigações mostram a desproporcionalidade entre o valor da compra dos imóveis à evolução do patrimônio declarado pelo então prefeito.

O caso foi retomado pelo promotor de Justiça, Marcos Alex Vera de Oliveira, assim que assumiu a vaga do promotor Alexandre Capiberibe Saldanha. Conforme relatório parcial do Ministério Público Estadual (MPE), Bernal teria adquirido apartamento no Condomínio Edifício Parque das Nações por R$ 1,7 milhão, sendo que o valor de mercado do imóvel seria aproximadamente R$ 2,5 milhões.

Outro ponto destacado no documento são as declarações de bens do progressista feitas à Justiça Eleitoral. Na eleição de 2010, ele informou ter somente um imóvel residencial no Jardim Paulista, avaliado em R$  R$ 103.676. Dois anos depois, quando disputou a Prefeitura de Campo Grande o mesmo imóvel foi listado no valor de R$ 700 mil.

*Leia reportagem, de Gabriela Couto, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Com 152 emendas, relatório <br>da LDO chega à Câmara
CAMPO GRANDE

Com 152 emendas, relatório da LDO chega à Câmara

BRASIL

Bolsonaro fala em privatizar Correios, mas diz que medida passa pelo Congresso

BRASIL

PF descobre 'grupo de inteligência' que vazava informações secretas de operações

BRASIL

CCJ aprova projeto que prioriza vítimas de desastres no Cartão Reforma

Mais Lidas