Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CÂMARA FEDERAL

Maia: 'Câmara e Senado vão ter agenda muito racional, de reestruturação'

17 MAI 19 - 22h:00ESTADÃO CONTEÚDO

Ao comentar sobre as dificuldades de articulação em meio ao atual contexto político, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que ele e o presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP), trabalharam para aprovar uma reforma administrativa do Estado no Legislativo.

"A Câmara e Senado vão ter uma agenda muito racional, muito objetiva de reestruturação do Estado brasileiro", afirmou Maia, em discurso no 91º Enic, encontro do setor da construção, promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), no Rio. Segundo o parlamentar, haverá reuniões com líderes de bancada sobre o tema na próxima semana ou na seguinte

Maia deu sinais de que os parlamentares seguirão trabalhando, apesar da polarização política e do uso das redes sociais, que, segundo ele, estão levando a contestações ao modelo de democracia representativa liberal, em vários países.

"Não vamos ficar olhando a internet e guerrilhas virtuais. É uma confusão enorme essa coisa de rede social. Se a gente ficar olhando rede social, não faz a (reforma da) Previdência, não melhora a saúde", afirmou Maia.

Texto polêmico

Maia não quis comentar o texto publicado hoje em grupos de WhatsApp pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, no qual um autor desconhecido afirma que no Brasil é impossível de governar sem conchavos.

Questionado pelo Estadão/Broadcast Político sobre o motivo de Bolsonaro ter divulgado o texto, Maia limitou-se a dizer: "Pergunta pra ele", afirmou, sem parar para conversar com a reportagem.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Com 152 emendas, relatório <br>da LDO chega à Câmara
CAMPO GRANDE

Com 152 emendas, relatório
da LDO chega à Câmara

BRASIL

Bolsonaro fala em privatizar Correios, mas diz que medida passa pelo Congresso

BRASIL

PF descobre 'grupo de inteligência' que vazava informações secretas de operações

BRASIL

CCJ aprova projeto que prioriza vítimas de desastres no Cartão Reforma

Mais Lidas