Terça, 12 de Dezembro de 2017

MUDANÇA DE REGRA

“Lista fechada” para eleição de deputados divide opinião da bancada federal de MS

Não há consenso sobre a proposta do eleitor votar em partido e não em candidatos

19 MAR 2017Por GABRIELA COUTO E CLODOALDO SILVA07h:00

A bancada federal de Mato Grosso do Sul está dividida em relação a proposta de “lista fechada” para a eleição de deputados. O caso pode ser colocado na nova reforma eleitoral em discussão pela cúpula do Congresso Nacional no intuito de diminuir os reflexos negativos da Operação Lava Jato sobre as eleições de 2018. A ideia é aprovar uma proposta que privilegia a reeleição dos atuais deputados e dificulta a renovação de nomes na Casa. Com isso os parlamentares garantem a manutenção do foro privilegiado na investigação da Polícia Federal, sem cair para a primeira instância. 

Para isso está sendo cogitado a criação da chama lista fechada. O eleitor votaria apenas na legenda do partido. A sigla ficaria responsável por elencar os nomes dos candidatos que serão eleitos em ordem de prioridade. Ou seja, os deputados que estão em exercício do mandato hoje estariam no topo da tabela e seriam reeleitos conforme a quantidade de votos recebidos pela organização política que representam.

(*) A reportagem completa está na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

Leia Também