Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

OLARTE

Justiça decide manter condenação, mas Olarte continua em liberdade

Ele foi condenado a oito anos e quatro meses de prisão em maio deste ano

13 SET 17 - 12h:47BÁRBARA CAVALCANTI

A Justiça decidiu manter a condenação de oito anos e quatro meses de prisão do ex-prefeito Gilmar Olarte. A decisão foi tomada hoje (13) pelos desembargadores da Seção Especial Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.  

O advogado de Olarte, Renê Siufi, explicou que vai entrar com outro recurso, um pedido de nulidade da decisão, desta vez no Superior Tribunal de Justiça (STJ).  

O julgamento de hoje já era uma tentativa da defesa de anular a condenação dada em maio deste ano. O ex-prefeito responde o processo em liberdade e é monitorado por meio de tornozeleira eletrônica. A decisão de hoje não altera a situação e Olarte continuará respondendo em liberdade. 

"Cabe recurso e agora eu vou pedir nulidade no Superior Tribunal de Justiça", declarou o advogado Renê Siufi.   

O CASO 

Gilmar Olarte foi condenado há oito anos e quatro meses de prisão em regime fechado, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no dia 24 de maio deste ano.   

O ex-prefeito e um assessor especial foram acusados de pedir cheques em branco a fiéis, para ajudar a pagar a campanha eleitoral de 2012. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Tempo de políticos no celular chama atenção durante sessões
CÂMARA MUNICIPAL

Tempo de políticos no celular chama atenção durante sessões

BRASIL

Moro sugere melindre em caso que cita FHC, diz site

BRASIL

Presidente dos Correios anuncia demissão no Twitter e envia carta a funcionários

BRASIL

'Não tenho essas mensagens para afirmar se conteúdo é autêntico ou não', diz Moro

Mais Lidas