Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Fraude

“JBS está enganando o Fisco de Mato Grosso do Sul”, diz Corrêa

CPI concluiu que 93% das notas são frias e deputados vão fiscalizar empresa

14 AGO 17 - 06h:00DA REDAÇÃO

A CPI da JBS já chegou à conclusão de que 93% das notas apresentadas pela empresa para prestação de contas do Termo de Acordo de Regime Especial (Tare) firmado na administração de Reinaldo Azambuja são frias. Caso seja comprovada a fraude, o Estado será ressarcido em cerca de R$ 250 milhões, além da responsabilização penal e cível dos diretores da JBS. O valor estimado do ressarcimento será maior do que o dobro do total do benefício concedido à empresa, de R$ 99 milhões.

No plano de acordo firmado com a atual gestão, a JBS adequaria e ampliaria oito frigoríficos em Mato Grosso do Sul. Segundo o presidente da CPI, deputado estadual Paulo Corrêa (PR), a empresa fez uma simples remessa. “Em vez de comprar materiais novos, ela fez nota dela para ela mesma. Eles transferiram do Marabá, no Pará, para o nosso Estado. Mas, para isso, precisavam de seis carretas para transportar o material.

Esse transporte teria de passar por postos fiscais, mas não tem nenhum carimbo. Isso prova que há alguma coisa errada”, explica.

Ele acredita que a JBS está enganando Mato Grosso do Sul com “notas fraudulentas” para ganhar dinheiro.

*Leia a reportagem, de Gabriela Couto, na edição de hoje do Jornal Correio do Estado.

 

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

STF: candidatura avulsa pode ser votada no 1º semestre, diz Barroso
BRASIL

STF: candidatura avulsa pode ser votada no 1º semestre, diz Barroso

Comissão da PEC da prisão em 2ª instância 'já nasce dividida', diz Fábio Trad
BRASÍLIA

Comissão da PEC da prisão em 2ª instância 'já nasce dividida', diz Fábio Trad

Por permitir aumento no fundo eleitoral, Dagoberto é hostilizado em aeroporto
INDIGNAÇÃO

Por permitir aumento no fundo eleitoral, Dagoberto
é hostilizado em aeroporto

PF investiga 221 'laranjas' e casos de desvio na eleição de 2018; um deles em MS
IRREGULARIDADE

PF investiga 221 'laranjas' na eleição de 2018; um deles em MS

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião