Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

MILÍCIA NA CADEIA

Jamilson Name reaparece e fala em "semana conturbada"

Deputado do PDT faltou nos trabalhos da última semana "para cuidar da família"
08/10/2019 11:36 - RAFAEL RIBEIRO


 

Uma semana após ficar ausente da Assembleia Legislativa com a prisão do pai e irmão, acusados de chefiarem milícia, o deputado estadual Jamilson Name (PDT) reapareceu na Casa de Leis na sessão da manhã desta terça-feira (8).

O parlamentar voltou a reforçar o que disse em nota oficial após a operação que teve como alvo seu pai, o empresário Jamil Name, e o irmão, Jamil Name Filho, em 27 de setembro, no que considerou "uma semana conturbada."

"Estou voltando aos poucos. Semana passada estava cuidando da minha família, da minha mãe e dos meus sobrinhos", disse o deputado, aos jornalistas, durante a sessão.

Visivelmente abatido, Jamilson se diz preocupado com a saúde do pai, "um idoso de 80 anos que nunca fora indiciado", e disse que confia na Justiça para a solução do caso.

"Colocamos o processo do meu pai nas mãos dos advogados, confiamos nas instituições", completou o deputado.

Jamil Name e o filho são apontados pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público de Mato Grosso do Sul como os chefes de uma milícia armada responsável por diversas execuções no Estado. Ao todo, 19 pessoas foram presas e R$ 160 mil aprendidos. 

*Colaborou Izabela Jornada

Felpuda


Malfeitos que teriam sido praticados em tempos não tão remotos podem ser a pedra no caminho de pré-candidatura que está sendo costurada. As conversas ainda estão nas “ondas da rádio-peão”, mas, com a proximidade da campanha eleitoral, há quem diga que isso se tornará uma tremenda dor de cabeça para quem vai enfrentar as urnas. Pior:  o dito não seria culpado direto, mas sim a sua...  Bem, deixa rolar para ver onde vai parar.